FIGURA DOS COBRADORES PODE SER EXTINTA COM AVANÇO DE NOVA TECNOLOGIA DE CATRACA EM PORTO VELHO

No meio sindical, este site de notícias colheu algumas opiniões sobre a possível extinção dos cobradores dentro do Sistema Integrado Municipal [SIM].
Sexta-Feira, 10 de Fevereiro de 2017 - 10:02

Porto Velho, Rondônia – O processo dando conta da suposta extinção de cobradores de ônibus começa a levar medo e apreensão aos trabalhadores dessa categoria na Capital Velho, principalmente os beneficiários da Previdência sujeitos à perda dos cargos por uma série de fatores.

De um lado, os trabalhadores que resistem a tudo para que essa medida não surta o efeito esperado pelas empresas do Sistema Integrado Municipal. Do outro, o Sindicato patronal que insiste na implementação de um novo sistema de cobrança das passagens nos coletivos.

A medida, de acordo com cobradores que integram o sistema municipal e que disputam as eleições para o SITETUPERON no dia 21 deste mês, ‘chegou a ser ventilada durante o último Acordo Coletivo’. No entanto, devido à pressão muito forte de parte das centrais sindicais, ‘o sistema voltou a atrás, eles disseram.

A extinção da função de cobrador de ônibus vem sendo prometida pelos patrões desde que o sistema digital de bilhetes foi implantado na Capital à quase uma década.

Com a extinção da afigura dos cobradores, caso essa medida seja aprovada durante o futuro Acordo Coletivo previsto para os próximos meses, quem deverá fazer a vez dos cobradores é o motorista de cada coletivo – que terá que dirigir o veículo, cobrar as passagens e orientar os passageiros sobre algumas dúvidas no trajeto das linhas até o ponto final.

No meio sindical, este site de notícias colheu algumas opiniões sobre a possível  extinção dos cobradores dentro do Sistema Integrado Municipal [SIM]. Segundo as impressões colhidas, parte da categoria sugeriu que ‘as empresas apenas estão olhando essa medida pela questão de redução de custos financeiros’.

Porém, a pesquisa cita que, mesmo extra-oficialmente, ‘já há uma suposta opinião formada por parte das empresas na materialização e implantação desse novo sistema de cobrança de passagens’. E que tudo pode acontecer logo após a assinatura do novo Acordo Coletivo deste ano.   

XICO NERY

Fonte - NewsRondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.