LENHA NA FOGUEIRA: O PROBLEMA DOS DESFILES DAS ESCOLAS DE SAMBA TEREM ACONTECIDO FORA DE ÉPOCA É DA BUROCRACIA

Um dos fatores que dizem respeito a não realização dos desfiles das escolas de samba de Porto Velho, nos dias do carnaval tradicional, ou seja, domingo, segunda e terça-feira, principalmente no primeiro ano de uma gestão, é justamente a burocracia.
Terça-Feira, 07 de Fevereiro de 2017 - 08:11

Na primeira reunião das escolas de samba leia-se Fesec, com a direção da Funcultural de Porto Velho, lembrei ao amigo presidente Antônio Ocampo que o problema dos desfiles das escolas nos últimos carnavais, terem acontecido fora de época, não era culpa dos dirigentes carnavalescos e sim da burocracia.

Um dos fatores que dizem respeito a não realização dos desfiles das escolas de samba de Porto Velho, nos dias do carnaval tradicional, ou seja, domingo, segunda e terça-feira, principalmente no primeiro ano de uma gestão, é justamente a burocracia.

Para completar, este ano apareceu de última hora, uma nova legislação complicando mais os trâmites dos processos que dizem respeito a repasse de recursos para entidades, seja de qualquer natureza ou qualquer segmento.

A direção da Funcultural ficou de convocar a imprensa para uma coletiva cuja pauta, será explicar sobre o adiamento dos desfiles das escolas de samba para o dia 15 de abril.

Conversei com a equipe da Funcultural assim como dirigentes de algumas escolas de samba e sugeri que se conseguisse aprovar uma Lei oficializando o carnaval das escolas de samba de Porto Velho para o SABADO DE ALELUIA.

Em algumas cidades do Rio Grande do Sul os desfiles das escolas de samba acontecem oficialmente após o calendário oficial. Por exemplo: em Alegrete as escolas desfilam dez dias após a terça-feira de carnaval.

O mais legal é que as escolas de samba das cidades gauchas que realizam seus desfiles fora de época, é que em seus desfiles são apresentadas atrações das escolas de samba do Rio de Janeiro, como casal de Mestre Sala e Porta Bandeira, Interprete de Samba Enredo, Rainhas de Bateria e muitas passistas. Isso fomenta o turismo local.

Em São Paulo os desfiles acontecem antes dos desfiles das escolas do Rio assim como em Manaus. Por que nós aqui de Porto Velho temos que desfilar domingo e segunda feira de carnaval, justamente nos dias do desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro. É muita pretensão querer concorrer com os desfiles do Rio ainda mais com a Globo transmitindo tudo.

Mesmo que no próximo ano a Funcultural já tenha resolvido o problema da burocracia, não temos como concorrer com os desfiles das escolas Cariocas. Por isso ha algum tempo, quando eramos presidente da Fesec resolvemos realizar nossos desfiles sábado e domingo após a quarta feira de cinzas, aí ficamos presos pela burocracia. Tanto que no ano passado, após três anos sem acontecer os desfiles das escolas de samba em Porto Velho conseguimos, em virtude da tal burocracia, realizar os desfiles nos dias 26 e 27 de fevereiro. Lembrando que o carnaval oficial terminou no dia 9.

Se oficializarmos o Sábado de Aleluia como data dos desfiles das escolas de samba em Porto Velho, facilitaremos o trabalho da prefeitura através da Funcultural, pois não teriam que aturar parte da imprensa criticando, que daqui a pouco o carnaval de Porto Velho vai acontecer no período das festas juninas.

Pra quem não sabe, lembramos que antigamente e creio que em muitas cidades ainda é assim, o Sábado de Aleluia é um dia carnavalesco. Bancrévea, Ypiranga, Imperial, O Guaporé, Danúbio Azul Bailante Clube realizavam os concorridos baile “Rompendo Aleluia” onde a música era só marchinhas carnavalescas.

Por que não recuperarmos essa tradição, transformando o Sábado de Aleluia como data oficial dos desfiles das escolas de samba em Porto Velho.

É só uma questão de querer. Ser diferente faz a diferença!

Fonte - 010 - Silvio Santos

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.