UM ANO QUE NÃO COMEÇOU - POR JOSÉ DE ARIMATÉA DOS SANTOS

Importante também acompanhar o pensamento humanista que prega o respeito a dor do semelhante em momentos tão difíceis. É necessário saber dissociar o político do individual.
Domingo, 05 de Fevereiro de 2017 - 12:30

Dizem que o ano só começa após o carnaval e esse ditado parece se confirmar. Basta observar os últimos acontecimentos que teimam em repetir o ano passado. Pode ser coincidência e a enxurrada de informações que a todo instante pulula automaticamente nas várias formas de mídia que usamos. O lado bom é que cada um de nós podemos digerir(se é possível pela grande quantidade) cada informação e direcionar para um ponto que mais nos interessa.

Fatos que se repetem e demonstram o grau da falta de humanidade é o ódio que alguns destilam para aqueles que pensam diferente e que procuram ser de uma forma ou outra mais livres das amarras de um pensamento “único”. Muitas das vezes imposto por uma mídia hegemônica. Acredito que um fato tem várias possibilidades de interpretações e nuances que devem ser postas.

Figuras com pensamentos truculentos em alta que notadamente perseguem certos setores da sociedade e não conseguem enxergar o lado bom da vida que é a diversidade de pensamentos e que cada um tenha a possibilidade e liberdade de expor seus pontos de vista sem amarras e que se viva livremente.

Importante também acompanhar o pensamento humanista que prega o respeito a dor do semelhante em momentos tão difíceis. É necessário saber dissociar o político do individual. Não promover o ódio e sim reverenciar e praticar o diálogo. Vê-se o quanto a falta da conversa está a causar estragos. E em vez de se praticar o ódio, mais amor, fraternidade, solidariedade.

E já que o carnaval é o divisor de um ano para outro que nesta folia de momo o ano possa começar de vez com mais harmonia e menos ódio e com mais desenvolvimento e esperança de dias bem melhores. Pena que equivocadamente, em muitos casos, prefeitos não promoverão o carnaval. É importante a valorização da cultura e diversão para um povo que ver sair das mãos tantos direitos conquistados tão dificilmente. Que o novo ano se inicie. E que seja bem melhor.

José de Arimatéa dos Santos, professor

Fonte - José de Arimatéa dos Santos

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.