GALO DA MEIA NOITE APRESENTA ABADÁ NO ENSAIO DE HOJE

A apresentação do abadá acontecerá em duas etapas, a primeira parte será dedicada exclusivamente para a imprensa e convidados e a segunda apresentação acontecerá as 21h30 ao público em geral durante o ensaio programado pelo “Galo” no Calçadão Cultural Manelão
Sábado, 04 de Fevereiro de 2017 - 11:36

A Sociedade Cultural Galo da Meia Noite fará neste sábado 04, a apresentação do seu Abadá para o Carnaval 2017, para a imprensa e convidados, no Mercado Cultural de Porto Velho, as 19 horas, antecedendo o seu segundo ensaio pré-carnavalesco programado para o mesmo local.

A apresentação do abadá acontecerá em duas etapas, a primeira parte será dedicada exclusivamente para a imprensa e convidados e a segunda apresentação acontecerá as 21h30 ao público em geral durante o ensaio programado pelo “Galo” no Calçadão Cultural Manelão em frente ao Mercado Cultural de Porto Velho.

O tema do abadá deste ano é alusivo aos 25 Anos do Galo, o “Jubileu de Prata” e merecida homenagem aos seus fundadores, os irmãos Edson Caúla, Jorge Caúla, Carlinhos Mocidade e a Pernambucana Magna Souza, ex diretora e participante ativa do Galo da Madrugada do Recife.

A Diretoria lembra aos foliões galináceos que a entrada aos ensaios é franca, mas se você levar 01 kg de alimento não perecível, estará concorrendo a vários brindes e também a Abadás do Galo para o desfile do próximo dia 23 de fevereiro.

Banda Carijó

Agora sob o comando do maestro Mário Nilson, a Banda Carijó montou o repertório para os ensaios e desfile do Galo, apenas com marchinhas de compositores locais como Bainha, Oscar, Zé Baixinho, Sílvio Santos, Mávilo Melo, Waldison Pinheiro, As Pastoras, Toninho Tavernard, Zezinho Maranhão, Segismundo, Tatá, Cabo Sena, Torrado, Alkbal Sodré e tantos outros, que participaram do concurso realizado no mês de dezembro do ano passado, além das marchinhas tradicionais do carnaval brasileiro, frevos e sambas-enredo. A cantora Rejane é a responsável pelo repertório de frevos pernambucanos, enquanto o Nilson do Cavaco canta as marchinhas tradicionais e os sambas-enredo.

A Consola selecionou e coreografou as musas que estarão apresentando os abadás do bloco para o carnaval deste ano. A partir do lançamento da fantasia, os abadas estarão a disposição dos foliões na barraca da diretoria no Calçadão Cultural Manelão, ao preço de R$ 40.

As Peripécias do General

O presidente do Galo Benjamin Mourão informa que o jornalista Sílvio Santos – Zekatraca estará vendendo o livro “As Peripécias do General Manelão”, durante o ensaio do Galo na noite deste sábado.

BLOCOS

Dez dias de carnaval em Porto Velho este ano

Os dias de folia em Porto Velho estão definidos em comum acordo entre os órgãos de segurança pública, prefeitura e blocos carnavalescos.

Em reunião realizada na tarde de quinta-feira (2), no auditório da Biblioteca Municipal Francisco Meirelles, entre o presidente da Fundação Cultural (Funcultural), Antônio Ocampo Fernandes, o Secretário Adjunto de Segurança Pública e Cidadania (Sesdec), Luiz Roberto de Matos, o coordenador regional de Policiamento, coronel Alexandre Luiz de Freitas Almeida e representantes dos blocos, ficou acordado que o período festivo que até então seria de 13 dias, será reduzido para dez dias.

A adequação se dá principalmente pela necessidade de efetivo da Polícia Militar nas ruas para segurança de brincantes e público que assiste aos desfiles. Segundo Ocampo, o ajuste do decreto que prevê o período não deve interferir no desfile de nenhum bloco. Serão 18 no total.

"Foi ajustado, em comum acordo com todas as partes, que nenhum bloco fique de fora do carnaval de 2017. Eu estou muito satisfeito em ver que todos saíram em paz e contentes, acho que houve um amadurecimento nesse quesito de ajustar o calendário de acordo com as dificuldades e com aquilo que os órgãos entendem que seria o melhor", disse Ocampo.

Apesar da mudança, a Liga se mostrou satisfeita com a programação do carnaval de rua, que vai de 17 de fevereiro a 4 de março. "Pela primeira vez conseguimos reunir várias entidades para deliberar sobre o carnaval de rua de Porto Velho. O poder público tem que entender o carnaval como política pública. São mais de 400 mil pessoas na avenida, tem que ser algo planejado, com envolvimento de todos. Existe um movimento financeiro para o município", comentou o diretor do bloco US Dy Phora, João Bosco.

De acordo com o representante da PM, serão utilizados o policiamento ordinário e com policiais em folga nos quatro corredores previstos. São eles: Sul, Leste, Areal e Centro. "Vamos estar trabalhando para que todo o carnaval transcorra sem problemas e que os brincantes possam estar na avenida com segurança", disse o coronel.

Fonte - 010 - Comdecom

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.