LADRÕES BOTAM MEDO NOS RESIDENCIAIS DA ZONA CENTRO-SUL COM ASSALTOS À LUZ DO DIA NAS PARADAS DE ÔNIBUS

De acordo com moradores deste Residencial, ouvidos por este site de notícias, 'nem mesmo a movimentação da polícia pelo local parece intimidar os criminosos'.
Quarta-Feira, 01 de Fevereiro de 2017 - 15:29

Porto Velho, Rondônia -  Os assaltos nos arredores e vias de acessos à maioria dos residenciais da região Centro-Sul desta Capital voltaram a fazer medo aos moradores e visitantes. Parte deles são praticados à luz do dia, vitimizando, sobretudo mulheres, idosos e estudantes na ida ao trabalho, escolas e retorno para casa.

Ao menos, três vezes por semana há registros dos casos ao Disk-Denúncia das Polícias Civil e Militar, o que não tem surtido qualquer efeito para conter a onda de crimes dessa natureza, vez que 'as ocorrências acontecem entre 5h30 às 7 da manhã, quando moradores vão ao trabalho ou à marcação de consultas e exames médicos'.

Segundo a segurança da portaria de um desses conjuntos habitacionais - que não teve o nome revelado temendo represálias -, 'a ousadia dos ladrões é tanta que chega a assustar policiais que moram por aqui', disse ela.

No Residencial Areia Branca, nos arredores onde fica a fábrica de envasamento da Coca-Cola, 'os roubos a mulheres e a moradores é uma constante' a ponto de, em apenas um dia, serem registradas duas ou mais ocorrências no mesmo local - em frente a uma parada de ônibus da Linha Novo Horizonte e Trevo do Roque.

De acordo com moradores deste Residencial, ouvidos por este site de notícias, 'nem mesmo a movimentação da polícia pelo local parece intimidar os criminosos'.

- Basta os carros da PM deixarem a área para que os assaltos voltem a acontecer, como do nada surgissem os ladrões, revela uma diarista que toma o coletivo, justamente, às 5h45, já assaltada por duas vezes.

Segundo ela, 'o alvo principal são as mulheres sozinhas, idosos e estudantes que usam fone de ouvido ao celular'. A preferência, diz ela, é por celular sofisticado e quando a vítima usa o pé-duro, os ladrões ameaçam e mandam que compre um aparelho que preste.

Parte dos bairros do entorno dos residenciais fincados na região Centro-Sul desta Capital, nos últimos tempos são acusados pela maioria das vítimas desse tipo de assalto [roubo de celular, bolsas, motos e carteiras porta-cédula] de abrigarem supostos grupos de criminosos, com a parte maior de adolescentes bandidos.

Além dos bairros Jardim Eldorado, Castanheiras, Gurgel, Novo Horizonte, Conceição, Caladinho, Cidade do Lobo, Eletronorte e outros, as áreas mapeadas onde os assaltos ocorreriam por grupos de moradores dos residenciais também é composta pela Vila Viçosa e setor chacareiros - lugares onde as polícias devem se fazer mais operações de combate à criminalidade.

XICO NERY

Fonte - NewsRondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.