MISTURA FINA 2016 – O MELHOR DOS ÚLTIMOS ANOS

Com um leve atraso de apenas uma hora, As Pastoras do Asfaltão interpretaram famosas marchas-rancho, dando início ao desfile do bloco Mistura Fina 2016, que foi pelas ruas Joaquim Nabuco, Almirante Barroso, Mal. Deodoro, Carlos Gomes, Tenreiro Aranha, Sete de Setembro e Joaquim Nabuco até o bar do antônio Chulé.
Quinta-Feira, 05 de Janeiro de 2017 - 07:13

A gente se reúne pra sair la da esquina, no bloco Mistura Fina... Todos os anos, no dia 31 de dezembro, os foliões carnavalescos de Porto Velho se reúnem na esquina das ruas Joaquim Nabuco com Bolívia cantando o refrão acima e saem brincando carnaval, dando adeus ao ano que está terminando e boas vindas ao novo ano.

Este ano não foi diferente! A diretoria da escola de samba Asfaltão que ha alguns anos. coordena o desfile do bloco, que foi criado pelos trabalhadores da Usina Hidrelétrica de Samuel, começou a montagem da sonorização muito antes do meio dia e antes das 15 horas o grupo de sambistas comandado pelo Maestro Nilson do Cavaco começou a tocar, fazendo o famoso esquenta dos foliões para o desfile; Bainha, Torrado, Oscar. Zé Baixinho, Misteira, Thobá, Silvio Santos e outros carnavalescos assumiram o repertório baseado em sambas enredos e marchinhas tradicionais.

Maria da Chave

A multi-artista Maria Luíza Silva - Lu Silva, com sua personagem “Maria da Chave” chegou e “oficializou a abertura” da brincadeira. “Sou a guardiã da chave da folia dessa cidade, que na ausência de Sua Majestade Rei Momo Primeiro e Único tenho autoridade para declarar aberta a folia do bloco Mistura Fina”, discursou Maria da Chave. Na realidade, segundo Lu Silva, a Maria da Chave representa as prostituas de todos os bordéis da cidade e sua chave é para fechar as portas de todos os preconceitos.

Com um leve atraso de apenas uma hora, As Pastoras do Asfaltão interpretaram famosas marchas-rancho, dando início ao desfile do bloco Mistura Fina 2016, que foi pelas ruas Joaquim Nabuco, Almirante Barroso, Mal. Deodoro, Carlos Gomes, Tenreiro Aranha, Sete de Setembro e Joaquim Nabuco até o bar do antônio Chulé.

A porta-estandarte foi a Francilene Barreto e o personagem destaque Zekatraca fantasiado de “Hermínia” do filme “Minha mãe é uma peça 2”, Bateria Pura Raça comandada pelos mestres Negão e Danilo. “Foi o melhor Mistura Fina dos últimos anos”, disse o cantor compositor Beto Cezar.

Prefeito discute segurança no trânsito e carnaval

A renovação de convênios entre a Prefeitura de Porto Velho e a Polícia Militar, especialmente em relação ao trânsito, foi discutida na manhã desta quarta-feira durante encontro entre o prefeito Hildon Chaves, o vice-prefeito Edgar do Boi e o comandante-geral da Polícia Militar (PM), coronel PM Ênedy Araújo. Também participou da reunião o presidente da Fundação Municipal de Cultura (Funcultural), Antônio Ocampo, vez que a reunião tratou também da segurança durante o carnaval.

“A participação do policial militar do trânsito na orientação de nossos condutores e desobstrução de vias por qualquer motivo de circulação, precisa ser reformulada. Estou convencido de que teremos uma boa parceria com a Polícia Militar e só quem ganha é o nosso povo”, observou o prefeito.

Hildon Chaves também salientou que embora a segurança pública seja um dever do Estado, todos têm que dar sua parcela de participação e a prefeitura não pode se furtar a obrigação de contribuir para o aprimoramento na questão de segurança pública na capital de Rondônia. Para a área policial, segundo ele, as câmeras de monitoramento serão reativadas para contribuir com a segurança.

Sobre os convênios a serem assinados, o comandante-geral da PM, coronel PM Ênedy Araújo, explicou que será ampliado o efetivo apto a fiscalizar as infrações de trânsito, devido a quantidade de agentes municipais de trânsito para fiscalizar toda a cidade ser pouco.

O comandante-geral fez uma abordagem ainda a respeito dos programas da Polícia Comunitária, do Proerd (Programa de Resistência e Combate as Drogas), e demais projetos que estão sendo desenvolvidos pelo 1º e 5º Batalhões de PM na capital. Sobre o policiamento nas ruas e avenidas, o prefeito afirmou que a prefeitura vai melhorar as vias para que as viaturas possam chegar a todos os recantos da cidade.

Carnaval

Ao final da visita o secretário Antônio Ocampo repassou um relatório de adequações de ocorrências sobre o carnaval de rua em Porto Velho. Nos dados que constam a segurança pública e adequações condicionadas aos blocos carnavalescos são positivos. De acordo com o documento, nos últimos anos, com a participação da Polícia Militar, foram poucas a ocorrências. Cinco anos sem mortes nos ensaios nos bairros e desfiles oficiais. A redução de 32 para 16 blocos carnavalescos, números de ensaios nos bairros e comunidades locais, horários dos desfiles oficiais e ensaios, foram fatores que contribuíram para a diminuição de ocorrências policiais..

Fonte - Zé Katraca

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.