MP APOSTA EM AULA DE FOTOGRAFIA COMO AUXÍLIO PARA A RESSOCIALIZAÇÃO DE ADOLESCENTES

Treinar um novo olhar para a vida, pela lente de uma máquina fotográfica.
Segunda-Feira, 19 de Dezembro de 2016 - 16:35

Treinar um novo olhar para a vida, pela lente de uma máquina fotográfica. Esta é a aposta do Ministério Público de Rondônia, que, por meio da Promotoria de Justiça da Infância, promoveu na última quinta-feira (15/12) o primeiro Curso de Fotografia Básica para adolescentes da Unidade de Internação 2, em Porto Velho.

De acordo com o Promotor de Justiça Éverson Antonio Pini, idealizador da oficina, a proposta do MP com a iniciativa é fomentar o lado lúdico dos internos, por meio da prática de fotografar.

O integrante do Ministério Público explica que, durante o curso, ministrado pelo fotógrafo Frank Busatto, os participantes  receberam informações técnicas sobre os equipamentos que utilizariam e ainda foram orientados acerca de noções de ângulo e enquadramento. A intenção foi fazer com que se ambientassem às máquinas para que, logo depois, exercitassem o olhar.

Segundo ele, a turma pôde ficar por alguns dias com os equipamentos para ter a chance de fazer registros fotográficos com familiares, em dias de visita. “Nos próximos dias, o resultado desse trabalho será acompanhado pela psicóloga da Promotoria da Infância, que buscará debater o contexto das fotos e o significado delas”, acrescenta Éverson Antonio Pini, que acredita que o método pode ajudar a fomentar discussões sobre valores e questões como família, amizade e respeito.

Ainda conforme o Promotor de Justiça, a primeira turma foi composta por seis internos da Unidade de Internação 2 e seis monitores do local, como forma de promover a integração e a troca de experiências entre o grupo. A ideia, atualmente em caráter experimental, é, futuramente, transformar a  iniciativa em  projeto, a ser desenvolvido em todas a unidades da Capital.

A realização do 1º Curso de Fotografia Básica em unidade de internação só foi possível graças a doações de máquinas fotográficas, por integrantes do Ministério Público e do Judiciário. O instrutor Frank Busatto também doou seu trabalho.

Fonte - 015 - mp/ro

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.