O TEIXEIRÃO GREMISTA E A CAMISETA QUEIMADA NUM ATO DE EXAGERO

PERGUNTINHA: o que você achou da piada do presidente do Senado, Renan Calheiros, que depois de ignorar ordem judicial afirmou, com a maior cara de pau, que “decisão judicial não se discute, se cumpre?”
Sábado, 10 de Dezembro de 2016 - 11:53

Foi um exagero! O historiador Ocampo Fernandes imaginou que fosse agradar, mas acabou se tornando um personagem negativo numa história em que entrou como vilão de graça....Tudo começou quando a estátua do governador Jorge Teixeira amanheceu, no dia seguinte à conquista do título da Copa do Brasil pelos gaúchos do Grêmio Porto Alegre, “vestida” com a camiseta tricolor. Campeão do Mundo, da Libertadores e dono de vários outros títulos, o clube do RS é um dos mais queridos do Brasil. Tem torcedores em todas as regiões, assim como seu arquirrival, o Internacional, que, aliás, está com um pé na Segunda Divisão do campeonato brasileiro. Ora, quem conviveu com Teixeirão sabe o quanto ele amava o Grêmio, desde sua infância, na cidade de General Câmara, onde nasceu. Foi, então, uma homenagem a ele. Prova disso é que o filho de Teixeirão, Rui Fibiger Oliveira, enviou mensagem ao gremista Everton Leoni, agradecendo um texto postado no Facebook, onde Everton lembrava a paixão do falecido governador pelo clube. Ocampo imaginou que iria fazer grande coisa, retirando a camiseta da estátua e a queimando, em plena rua. Numa cena lamentável, ainda postou foto e vídeo, com sua desnecessária agressão ao símbolo de um dos clubes mais festejados do país e que, ainda, recém conquistou seu quinto título nacional da Copa do Brasil. Foi o que bastou para uma reação duríssima não só de torcedores do clube que vivem em Porto Velho (e são muitos), como também de outros amantes do futebol, que consideraram o ato do conhecido Ocampo como insano e desnecessário.

Não é todo o dia que alguém se atreve a queimar um símbolo de um clube. No sul, onde colorados e gremistas se enfrentarem, eventualmente, até se aceita, pelo enorme antagonismo. Mas um estranho no ninho, que não conhece o amor pelo futebol e que joga álcool e depois põe fogo no que gremistas chamam de manto sagrado, aí foi demais! Quem conhece Ocampo se surpreendeu com o ato praticado. Foi uma enorme e desnecessária pisada na bola. Seria de bom alvitre que o cordato e competente Ocampo  pedisse desculpas, para amenizar a fúria dos gremistas...

NOITE DE EMOÇÃO

Um auditório lotado, amigos, correligionários e familiares dos eleitos. Discursos otimistas, mas sem esquecer a crise. Emoção e até lágrimas. Tudo isso aconteceu na noite dessa sexta, na Unopar, durante a cerimônia de diplomação do prefeito Hildon  Chaves, do vice, Edgar Tonial e dos 21 vereadores de Porto Velho. Na mesma solenidade, foram diplomados o prefeito de Itapuã do Oeste e os vereadores daquela cidade. Em nome dos vereadores eleitos, falou o jovem professor Aleks Palitot, visivelmente emocionado. Hildon Chaves também foi às lágrimas, quando agradecia o apoio da família e a votação recorde que recebeu dos porto velhenses, em sua primeira experiência com as urnas. Falou nos desafios de um 2017 que ainda será um ano muito difícil e garantiu transparência e muito trabalho, em seu governo. Tudo simples, tudo funcionando com perfeição, sob o comando de um dos magistrados mais respeitados de Rondônia, o dr. Walter Waltenberg Júnior.

 VIVENDO MAIS

Os idosos já somos mais de 14 por cento de toda a população brasileira O salto, desde 2005, segundo o IBGE, foi de 46 por cento no número de pessoas com mais de 60 anos, no Brasil. Nunca tivemos tantos idosos. Para cada 100 brasileiros, 22 são aposentados. Em dez anos, a expectativa de vida dos brasileiros aumentou de 72 para 75 anos. Quando a legislação previdenciária começou a valer no país, a expectativa de vida era de pouco mais de 55 anos. Agora, quando se discute a reforma da Previdência, que está mexendo com a estrutura do sistema de aposentadoria, a questão que fica é: como manter do jeito que está, a legislação para os aposentados, se eles são cada vez em maior número e o rombo da Previdência é cada vez maior? Tomara que as respostas apareçam durante a discussão do assunto.

PRISÃO PERPÉTUA

 O que fazer com canalhas assassinos, covardes que, mesmo depois de ter a vítima imobilizadas, ainda atiram para matar? O caso da dupla morte num pequeno mercado de Ariquemes, se repete em todo o país. O que revolta a todos é que, quando presos, esses animais travestidos de seres humanos são tratados  como se pobres coitados fossem; recebem benesses e orações; recebem penas ridículas e em pouco tempo estão nas ruas de novo, para roubar, assaltar, estuprar, matar. O que está acontecendo com esse país, que mantém leis tão esdrúxulas, incentivando o crime? Um grupo de anormais como esse trio que atacou em Ariquemes, não mereceria apodrecer na cadeia, até seu último dia? Numa terra onde o bem sobrepujasse o mal, sim. Aqui, não!

 PARCERIA COM AS CIDADES

O governador Confúcio Moura andou pelo interior, nesse final de semana, encontrando-se principalmente com prefeitos. Na sexta, em Ariquemes, reuniu-se com os eleitos nas maiores 12 cidades de Rondônia, para afinar o discurso, os projetos e as parcerias. Foi um daqueles momentos que engrandecem a política, porque mesmo os opositores ao governo saíram satisfeitos com o que ouviram. Confúcio garantiu que o Estado terá muitos investimentos a fazer no ano que vem, prometeu dar apoio às Prefeituras que estão com sérios problemas; orientou os novos Prefeitos a controlarem os gastos e debateu vários assuntos de interesses dos municípios. Já nessa sexta, ele esteve em Pimenta Bueno, num encontro com a prefeita eleita Juliana Roque e produtores rurais da região, Confúcio tem sido sempre acompanhado, nesses encontros, pelo senador Valdir Raupp.

 ABRINDO CONVERSAÇÕES

Quem anda sendo procurado por várias lideranças, como nome quentíssimo para 2018, é o prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires. Reeleito com uma votação consagradora, ele abre seu segundo mandato conversando com muita gente. Um dos partidos que tem procurado iniciar um “namoro” é o PSDB, através do presidente regional, Expedito Júnior, ele próprio pule de dez, na linguagem do turfe, para ocupar algum cargo eletivo importante daqui a dois anos. Jesualdo e Expedito andaram tendo longas conversas, mas ainda não há nada definido.  Mas nada foi definido. O prefeito de Ji-Paraná diz que ficou surpreso como uma simples conversa com Expedito tenha gerado tanta especulação. “Estou tranquilo – disse ele – esperando que as coisas aconteçam naturalmente”. Como bom mineiro, o rondoniense Jesualdo Pires não faz alarde. Quando chegar a hora, tomará suas decisões. Ponto final...

PERGUNTINHA

O que você achou da piada do presidente do Senado, Renan Calheiros, que depois de ignorar ordem judicial afirmou, com a maior cara de pau, que “decisão judicial não se discute, se cumpre?”

Fonte - 015 - sergio pires

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.