GOVERNADOR PRESTA HOMENAGEM À JOVEM QUE MORREU EM ACIDENTE DE TRÂNSITO EM CACOAL

A homenagem foi feita no Blog do Confúcio.
Segunda-Feira, 05 de Dezembro de 2016 - 17:27

Esta semana, o meu blog, homenageará Janaína Nascimento (Jana), que muitas poesias publicou com o nome de Aninha. Que faleceu dia 1 de dezembro deste ano, em acidente grave, trânsito, na cidade de Cacoal. Jana foi poeta fulminante. Tinha pressa em produzir, parece que antecipando o seu fim. Aos 25 anos já era cientista política, graduada pela Universidade de Brasília e fazia mestrado, na mesma universidade.

Ela amava a solidão, vivia numa singela kit, onde ali cozinhava, lia, escrevia, imaginava. Ela sabia que não ficaria rica com poesias, mesmo assim, insistia em fazer o de que gostava.

Dava algumas aulas e trabalhava, a contragosto no DER de Cacoal, para sobreviver, porque adorava mesmo era rodas de conversas, goles uísque, com gente como Matias Mendes, Sérgio Pires e outros intelectuais a enriquecia de prazer e satisfação. Gente diferente, poeta em especial, sempre em alta velocidade na vida e nos fatos. Não deixou nenhum livro escrito. Mas, peço a quem tiver suas poesias, que me envie cópia, para que possa fazer a juntada delas e publicar, tardiamente, a genialidade desta menina que passou pela terra, como um cometa.

Não sei se no Princípio era o Verbo

Sei que a palavra inaugura o mundo

Não sei se houve serpente

Mas a tentação já me pulsou para o absurdo

Tampouco a expulsão do Paraíso confirmo

Mas uma saudade enorme de algum lugar bom

Onde eu jamais estive

E esse suor

E as dores

E esse pão negado

E não repartido

Um dia deitei sob árvores, decifrei nuvens

E vi que era bom

Noutro, houve uma mulher com uma ferida aberta

Que só recebia a atenção dos mosquitos

Não sei de outro Céu

Nem de outro Inferno

Que não aqui.

Fonte - NewsRondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.