ESBR E EMBRAPA PROMOVEM ‘DIA DE CAMPO DA MANDIOCA’

Capacitação visa aprimorar o cultivoe fomentar a produção da agroindústria de farinha
Sexta-Feira, 02 de Dezembro de 2016 - 10:25

Com intuito de ensinar novas tecnologias aos produtores de mandioca do Estado de Rondônia e aprimorar o cultivo e comercialização do produto, a Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau, realizou o “Dia de Campo da Mandioca”. A capacitação foi realizada em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária de Rondônia (EMBRAPA/RO) dia 24 de novembro na área do Projeto Piloto da UHE Jirau,a 115 km de Porto Velho, e contou com a participação dos produtores do Reassentamento Rural Coletivo Vida Nova (RCC), técnicos da extensão rural da EMBRAPA e produtores de diversas localidades do Estado.

O público conheceu seis tipos de cultivares de mandioca que estão implantadas na área experimental da EMBRAPA, sendo três espécies de mesa (macaxeira) e três de produção de farinha (mandioca). Foram informados ainda sobre controle de pragas, manejo nutricional e beneficiamento da produção na agroindústria.

O Gerente de Meio Ambiente e Socioeconomia da ESBR, Veríssimo Neto, informou que a parceria do empreendimento com a EMBRAPA foi firmada em 2012 e tem trazido diversos benefícios aos produtores da região. “Nosso objetivo é fomentar o plantio da mandioca para atendimento à agricultura familiar e plantio comercial, por meio também da instalação da agroindústria de farinha, melhorando a renda do produtor e, consequentemente, a qualidade de vida de todos”, enfatizou.

A Presidente da Cooperativa de Produtores Rurais do Observatório Ambiental Jirau (COOPPROJIRAU), Sandra Vicentini, disse que “com o plantio da mandioca e a implantação da agroindústria, a expectativa é aumentar a produção de farinha e ver o produto final no mercado com a própria marca, um orgulho pra gente”. O produtor da COOPPROJIRAU, Josias Francisco de Matos Araújo, cultiva a raiz há 10 anos para consumo próprio e a capacitação foi uma oportunidade de ampliar a visão de mercado. “Esse treinamento vai ajudar a expandir minha produção para comercialização e com isso aumentar a minha renda”, explicou.

Durante o treinamento, três variedades de mandioca de mesa estiveram disponíveis para que os produtores pudessem degustar e conhecer o seu potencial de consumo. O Engenheiro Agrônomo da EMBRAPA/RO, Davi Oliveira, reforçou que a parceria com a ESBR traz resultados positivos. “Nosso objetivo é transferir tecnologia para os produtores. Hoje, no caso, o cultivo da mandioca. Enxergamos essa cultura como grande potencial para a agricultura familiar”, pontuou o Engenheiro.

A área experimental da EMBRAPA/RO é de 1 hectare e produz de 18 a 25 toneladas de mandioca por ano. No Reassentamento Rural Coletivo da UHE Jirau esse trabalho também tem crescido e conta com 3 hectares de área plantada e 4 hectares em fase de preparo para plantio.

Fonte - 010 - Usina Hidrelétrica Jirau

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.