MORO INDEFERE QUESTÃO SOBRE TEMER FEITA POR DEFESA DE CUNHA A CERVERÓ

Menção de autoridades com foro privilegiado - como é o caso do presidente - perante tribunais superiores pode levar à anulação do caso ou provocar deslocamento de autos
Sexta-Feira, 25 de Novembro de 2016 - 17:48

Em audiência na Justiça Federal em Curitiba, na última quinta-feira (24), o juiz Sérgio Moro não autorizou que o advogado do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), fizesse uma pergunta ao ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró sobre o presidente Michel Temer.

"Essa proposta financeira que o sr. recebeu para se manter no cargo de pagar 700 mil dólares por mês também foi levada ao presidente do PMDB à época?", perguntou o defensor.

"Não dr, aí estou indeferindo essa questão", interrompeu o juíz. "Isso não é objeto da acusação e não tem competência desse juízo para esse tipo de questão", completou.

De acordo com matéria do Correio Braziliense, a preocupação de Moro é com a menção de autoridades detentoras de foro privilegiado perante tribunais superiores. Isso pode levar à anulação do caso ou provocar o deslocamento dos autos.

Fonte - Noticias ao minuto

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.