MIREM-SE NO EXEMPLO DE QUEM ESTÁ ATRÁS DAS GRADES!

Alô, ladrões do dinheiro público! Quando estiverem metendo a mão na grana, gastando com joias e obras de artes, andando de jatinho, imaginem a cena, real, que aconteceu com o ex governador do Rio, Sérgio Cabral.
Sábado, 19 de Novembro de 2016 - 08:43

Alô, ladrões do dinheiro público! Quando estiverem metendo a mão na grana, gastando com joias e obras de artes, andando de jatinho, imaginem a cena, real, que aconteceu com o ex governador do Rio, Sérgio Cabral. Acusado de fazer festas em Paris com dinheiro roubado; de usar o helicóptero oficial para transportar seu cãozinho, entre outros absurdos, ele chegou ao Complexo de Bangu algemado. Poucas horas depois (e essa deve ser a pior das humilhações para um político que chegou a ser lembrado para disputar a Presidência), teve seus cabelos quase raspados. Como todos os presidiários comuns. Cabral certamente não vai pagar por todos os seus crimes, como não o pagam a maioria dos ladravazes. Mesmo que seja condenado, depois de um longo processo, com recursos sem fim e a condenação final pode levar décadas, por nossas leis de proteção aos criminosos, ele já está pagando pelo que fez. Lá foi o ex poderoso, para ser fotografado de frente e de perfil. As fotos dele quase sem cabelos não haviam sido divulgadas. Mesmo acusado de desvios de mais de 200 milhões de reais, num Estado que ele ruiu, segundo o juiz Sérgio Moro, com seus cabelos raspados, vestindo uma calça jeans simples e uma camiseta branca, como todos os demais detentos, Cabral ainda não foi mostrado. Mas suas fotos quando da prisão, como um meliante comum, foram amplamente divulgadas na mídia.

Portanto, bando de ladrões, cuidem-se! Lentamente ainda, esse país está começando a mudar e expor quem o afana. Primeiro, foi Antony Garotinho, outro da mesma estirpe, por compra de votos. Agora Sérgio Cabral. Foram o ex poderoso José Dirceu e seu grupo de assaltantes dos cofres públicos. Foram empreiteiros e banqueiros. Irão ainda muitos outros, bem mais poderosos. Quando vocês, assaltantes dos cofres públicos, forem praticar seus crimes, lembrem-se da cena: você, rico e poderoso, com a cabeça raspada e vestimenta de presidiário. Pode ser que, imaginando isso, ao menos tema continuar nos roubando!

POBRE CONTRIBUINTE!

Já está em andamento a tradicional operação caça multas de final de ano, realizada pelo Detran, em parceria com a polícia de trânsito. Sob alegação de que nesse período de final de ano os acidentes aumentam, o consumo de bebidas também, assim como as loucuras de muitos motoristas, a operação é realizada sempre no período pré natalino. Tem todos esses requisitos anunciados pelas autoridades, mesmo, mas o principal deles é encher os cofres públicos de multas e mais multas. Tanto que a operação não fala em orientar nem ajudar os motoristas, mas apenas fiscalizar e aplicar as agora pesadíssimas infrações que o Código Nacional de Trânsito prevê. É o mesmo de sempre. O cidadão é apenas um número de contribuinte. O resto é o resto. Lamentável!

A PONTE DE JARU

Ontem teve festa na região de Jaru. A ponte de concreto construída pelo governo do Estado, sobre o rio Jaru, teve o acesso liberado para o tráfego de veículos, inaugurada oficialmente, com a presença do governador Confúcio Moura; do diretor geral do DER, Ezequiel Neiva e do deputado federal Lúcio Mosquini, um dos que mais lutou pela obra, entre várias outras autoridades. A ponte facilita a ligação dos moradores de várias cidades: Jaru, Machadinho do Oeste, Vale do Anari, Theobroma e Ouro Preto. Tem mais de 120 metros de extensão e um custo superior a 2 milhões de reais. É uma obra esperada há muitos anos, principalmente pela população do distrito de Tarilândia, o maior distrito da cidade, que, aliás, já deveria ter sido transformado em município há muitos anos. Enfim, é mais uma obra importante para a coletividade rondoniense.

AOS POBRES, A LEI!

Quando é para os pobres, tudo é difícil. O caso da  Escola Municipal da Vila Princesa, que abriga 165 crianças, da Primeira à Quinta séries, é mais um triste exemplo disso. Usando energia elétrica através de um “gato”, a escola municipal está sem energia há vários dias. Deve ficar muito tempo ainda, impedindo as crianças de estudar. “Gatos” quando descobertos têm que ser mesmo eliminados, mas não poderia, a estatal Eletrobras Rondônia, ter usado de bom senso e negociado com a Prefeitura, para não deixar os filhos dos pobres, que já vivem no meio do Lixão da Vila Princesa, sem as suas aulas? O problema é esse: quanto se trata da pobreza, que caia sobre ela toda a força da lei. Mas já em outras circunstâncias, sempre se dá um jeitinho, abre-se o diálogo, dá-se prazo. Mas filho de pobre não tem quem o defenda. A não ser, é claro, em tempos de campanha eleitoral. Quando ela passa, tudo volta ao que era antes...

SUJEITO COMPETENTE!

Uma boa notícia, enfim! O competente Carlos Canosa foi indicado pelo senador Ivo Cassol e teve seu nome aceito pelo presidente Michel Temer, para comandar o Sipam em Rondônia. O órgão estava há mais de uma década sob o comando de um petista, José Neumar. Nessa semana, saiu a nomeação do novo responsável pelo órgão no Estado. Canosa estará em Brasília, no início dessa próxima semana, para conversar sobre o assunto, tomar pé de informações sobre a missão que terá que levar avante e já buscar também mais apoio para as funções importantes que o Sipam executa. O Sistema de Proteção da Amazônia é um órgão de grande valia para as questões da segurança da região, mas também para o meio ambiente. Por onde passou, Canosa cumpriu suas missões com grande eficiência. Certamente o fará novamente, à frente de um órgão tão importante para Rondônia e toda a Amazônia.

TRÊS NOMES

Dois grupos estão se preparando para a disputa da Câmara Municipal de Porto Velho. Um grupo tem como nome principal o da recém eleita vereadora Ada Boabaid, uma das caras novas do legislativo da Capital. No outro, que a princípio teria agregado mais apoios, há duas pré candidaturas postas. Uma, a do jovem Maurício Carvalho, irmão da deputada federal Mariana Carvalho, eleito pelo PSDB e, claro, aliado ao prefeito eleito Hildon Chaves. O outro, também aliado de Hildon, que quer o comando da Casa, é o vereador Edwilson Negreiros, um dos poucos reeleitos. O eleito com maior votação, Aleks Palitot, ao menos por enquanto não entrou na briga e nem se posicionou sobre qual dos nomes apoiará. Os dois grupos estão correndo atrás dos votos. Em breve, saberemos qual deles conseguirá comandar a nova Mesa Diretora.

PERGUNTINHA

Não seria o caso de alguns ladravazes do dinheiro público irem raspando a cabeça, para não precisarem passar por esse vexame, quando a caneta do juiz Sérgio Moro os alcançar?

Fonte - sergio pires

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.