SECA PODE TER REDUZIDO EM ATÉ 10% A PRODUÇÃO DE CAFÉ, EM RONDÔNIA

De acordo com Enrique, houve também o aumento de demanda por mão de obra, motivo pelo qual a Embrapa tem buscado tecnificar as produções locais.
Segunda-Feira, 01 de Agosto de 2016 - 11:51

Em reportagem assinada pela jornalista Thaís Fernandes, publicada na semana passada, a produção de café no estado está correndo risco tendo em vista a severa seca que tem assolado a região amazônica nos últimos dias. Segundo a publicação do site Café Point, a colheita da safra em Rondônia está praticamente encerrada e que por conta do clima seco houve pequena redução da produção neste ano.

O pesquisador da Embrapa RO, Enrique Alves, confirmou na reportagem tal imbróglio. Ele estima uma queda de até 10% na produção. Até maio, a estimativa da Conab era de que sejam produzidas mais de 1,6 milhão de sacas beneficiada de Café da espécie Conilon.

De acordo com Enrique, houve também o aumento de demanda por mão de obra, motivo pelo qual a Embrapa tem buscado tecnificar as produções locais. O pesquisador informou que "Apesar da estimativa de queda de produção em função dos efeitos da seca indicada no levantamento da Conab, técnicos da Emater-RO acreditam que o estado terá novamente um crescimento na produção de café, podendo superar as 1 milhão e 800 sacas de café. As novas áreas que entraram em produção nesta safra serão responsáveis por suplantar o efeito residual da seca. Rondônia vem em gradiente de crescimento tanto em produção quanto em produtividade nos últimos anos e isso pode ser creditado à adoção de tecnologias como variedades clonais, irrigação e manejo adequado da lavoura".

Estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aponta a predominância de chuvas abaixo da média e altas temperaturas de agosto a dezembro já era pontuada como prejudicial ao desenvolvimento da safra 2016. Nesse período, os menores volumes de chuva ocorreram em agosto e setembro.

Ainda segundo a Conab, apesar disso, o desenvolvimento dos frutos foi favorecido pelo aumento na intensidade das chuvas de janeiro a março. Já em abril a ocorrência de baixa precipitação foi favorável, já que as lavouras estavam em maturação e início de colheita.

Fonte - NewsRondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.