POLÍTICA & MURUPI: HILDON CHAVES - A SURPRESA

O 'Conselho de Ética' esperava a tapioca na Pão Recife quando um prócer do PMDB anunciava o vice - DEM - do Pimentel, recuando a seguir para dizer que PMDB e PSDB já conversavam após a desistência da Mariana.
Segunda-Feira, 25 de Julho de 2016 - 15:06

1-Hildon Chaves a surpresa

Para uns poucos como o “Tucanésimo Marianático Lindomar do Sandubas ou algum adversário, não houve novidade no ninho tucano. A surpresa deve ocorrer se o empresário e ex-promotor Hildon Chaves – preparadíssimo quadro tucano de Rondônia – conseguir emplacar seu nome na cabeça de chapa, somar alianças e deslanchar.

O “Conselho de Ética” esperava a tapioca na Pão Recife quando um prócer do PMDB anunciava o vice - DEM - do Pimentel, recuando a seguir para dizer que PMDB e PSDB já conversavam após a desistência da Mariana. Sessão do “Conselho” suspensa e...   

02-“Conselho de Ética” em polvorosa

Idade, colesterol, pressão alta, médicos, (há médicos no “Conselho”) revisão nas receitas e doses e fomos analisar “os porquês” da desistência da Mariana. Descartadas as explicações dos perus sobre acordos familiares secretos não provados focamos na musa da política de Rondônia. A prefeitura da capital é um cemitério cheio de mortos vivos na política ou de verdade. Mariana é nova, futuro brilhante, mandato em alta, por que arriscar vôos mais altos? Pressão controlada, vista coletiva no “Banzeiros” - que pôs luz sobre o tema - e fim da sessão. Para os velhos, sem a Mariana muda tudo. Até o impossível sonho da campanha corpo a corpo. É tudo vida loka!

03-Pimentel

“It’s now or never”, dizem até seus correligionários, mas pelo andar da mula véia e pelo número de simpatizantes na Talismã, está mais para “now”. Pimentel é um trator até pelo tamanho e cor amarela que adotou para a campanha. Repaginado, está com um discurso concatenado, falando de amor, coração, vontade para motivar a militância com um baita arco de alianças. Mas trator é trator. Agora é ver se ele manterá o foco nas muitas reuniões diárias, sem perder a paciência e sem aceitar as provocações que virão. Teremos então um trator contra o doutor? Briga boa.   

04-Fazendo as contas...

Por ora temos como oficiais duas candidaturas a prefeito da capital de Hildon Chaves, Pimentel e faltando a confirmação na convenção partidária, Mauro Nazif e Leo Morais. Não participarão da disputa, e isto é oficial, os deputados federais Lindomar Garçon e Mariana Carvalho. Pimenta de Rondônia promete lançar a candidatura, bem como o deputado estadual Ribamar Araújo. Se tudo seguir nessa toada serão 6 candidatos com tendência à polarização. O dinheiro em mãos é pouco para todos. O TRE vai olhar com lupa o caixa 2 e os financiadores sumiram. Briga boa.      

05-Desarmando o circo I

Foi um tiro no pé acabar com o Ministério da Cultura. Na verdade, o tiro no pé ocorreu mesmo quando foi criado em 1985 pelo imortal “Sir”Ney, o Marimbondo de Fogo, como uma espécie de “chamada” aos artistas que estavam ao lado de Tancredo e da redemocratização do país e que a partir daquela estariam na condição dos torcedores anti-Zagalo: “vocês vão ter que me engolir”. Aí vem o Temer e com uma canetada soltou os marimbondos de fogo e a “tchurma ex-tudantiu” caiu na resistência democrática lutando contra o “gópi” no Palácio Capanema. “Chose di lóki”. 

06- Desarmando o circo II

O Palácio Capanema é em si uma obra de arte e um monumento à história e cultura brasileiras, além de ser a sede do MinC. Ocorre que os marimbondos em polvorosa misturaram alhos com bugalhos e como já haviam ocupado o prédio resolveram botar para quebrar, o que levou a PF a fazer o que se deve fazer com cabas, marimbondos e assemelhados. Parte da nota do MinC diz: “...depredação do patrimônio público, ameaça aos servidores públicos, uso de drogas, presença de indivíduos armados, além da circulação de menores...”. Não... Até drogas? Não acredito...

07-Pondo ordem na casa

A tropa de Choque da PM SP suou para dispersar um grupo que impedia a reintegração de posse de um terreno com mais de 11 mil metros na zona oeste da capital. Barricadas, fogo de um lado e polícia do outro. Claro que uma reintegração é algo sempre triste de se assistir como triste é também ver uma invasão normalmente apoiada por quem deveria coibi-la. Por falar nisso, quem pintou no rolo foi o candidato a vereador Suplicy. Sem mandato parlamentar foi detido e levado à delegacia. No caminho perdeu a carteira, mas não vai precisar da renda mínima de cidadania.

08-Pondo ordem na casa

O MST agora sem grana oficial vai fazendo o que pode. Duas relevantes BRs a 080 e a 020 foram interditadas por quase 200 pessoas causando um grande fuzuê.

Os pedidos são variados, mas o pano de fundo é reforma agrária. Se bem conheço, a idéia do MST, subsidiários e aliados é abrir a torneira de pingar dinheiro. Segundo a PRF o grupo é bem agressivo, o que corrobora minha opinião. Depois da grana pingando a rodo por tanto tempo ficar assim de bolso vazio é dureza.

09-Conta salgada

Nós sabíamos que a desordem promovida pelo governo nas contas públicas, associada aos casos de corrupção, leniência, roubo, má gestão, aparelhamento do estado e a voracidade de verbas para a manutenção do poder nas mãos de uma elite de nababos que pretendia se perpetuar no poder seria cara e chegaria numa hora. Chegou. Além de tudo o que perdemos é do nosso bolso que sairá o pagamento do passivo do Brasil. Perdemos mais de uma década e vamos pagar tudo para tentar fazer outro caminho. Na balança está o teto de gastos ou o aumento de impostos. Na nossa cabeça a espada de Dâmocles ou melhor, na nossa garganta os dentes do vampiro.

10-Zé de Nana

Depois de olhar a relação de nomes que vão disputar o cargo de vereador da capital Zé de Nana saiu-se com uma pergunta sacana: “Isso é nominata ou é nome nada”?

leoladeia@hotmail.com

Fonte - Léo Ladeira

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.