UNIR SEDIOU COM ÊXITO O 36º ENEPE - ENCONTRO NACIONAL DOS ESTUDANTES DE PEDAGOGIA

O evento denunciou os ataques à educação pública, aos trabalhadores em educação e ao povo brasileiro.
Segunda-Feira, 25 de Julho de 2016 - 08:54

Encerrou-se neste final de semana o 36º Encontro Nacional dos Estudantes de Pedagogia – ENEPe 2016, que contou nesta edição com o tema: Pátria Educadora ou Pátria Contra Educação Pública? Perspectivas de luta do movimento estudantil de pedagogia. O encontro foi realizado no período 17 a 24 de julho na Universidade Federal de Rondônia, Campus José Ribeiro Filho, em Porto Velho e contou com a participação dos estudantes do Curso de Pedagogia de quase todos os Estados da Federação. A UNIR sediou esse importante evento destacando a região Norte. Estiveram presentes estudantes dos cursos de Pedagogia da UNIR de Porto Velho, Ariquemes, Rolim de Moura, Ji-Paraná, Guajará Mirim e Vilhena.

O Encontro Nacional dos Estudantes de Pedagogia (ENEPe) é a instância deliberativa máxima da Executiva Nacional dos Estudantes de Pedagogia do País. Os objetivos deste Encontro são a integração científica, política e cultural, assim como a troca de experiências entre os participantes. O 36º ENEPe discutiu a intensificação dos processos de sucateamento da educação pública, desde a Educação Básica à Superior, bem como as ações de resistência de estudantes, professores e funcionários, em greves em todo o país, lutando em defesa da educação pública, contra os cortes de verbas, privatização e terceirização do ensino público. Debateu, ainda, sobre as políticas educacionais imperialistas para a educação brasileira, a problemática da educação do campo com o fechamento de milhares de escolas por todo o país, a questão indígena e a educação, a formação e atuação do Pedagogo, o movimento estudantil, dentre outras temáticas relevantes. Além disto, o Encontro deliberou sobre as diretrizes centrais de ação do MEPe (Movimento dos Estudantes de Pedagogia) e seu Plano de Lutas para o próximo ano.

O evento denunciou os ataques à educação pública, aos trabalhadores em educação e ao povo brasileiro. Tal política só vem contribuindo para o aumento do processo de sucateamento e privatização da educação pública em todos os níveis. Dentre as denuncias se destacou o Programa de Educação com Mediação Tecnológica – EMMTEC implantado pelo Governo de Rondônia no Ensino Médio das escolas do campo e da cidade.

Além das mesas de palestras, Grupos de Discussão e apresentação de trabalhos, foi realizado um dia de trabalho de campo em que os estudantes puderam conhecer um acampamento de camponeses em luta pela terra no interior do Estado, uma área ribeirinha (São Carlos), pontos turísticos de Porto Velho e outras locais importantes.  Na sexta feira, dia 23, houve também uma vigorosa manifestação pelas ruas de Porto Velho, onde estudantes de todo o país denunciaram o desmonte da educação pública e pediam o fim do EMMTEC em Rondônia. Na ocasião se denunciou o ataque da polícia, sem ordem judicial a um acampamento de camponeses no município de Seringueiras. A manifestação encerrou-se em frente ao palácio do Governo do Estado de Rondônia.

No final do encontro votou-se a sede do próximo ENEPe, o 37º, que será realizado no Vale do São Francisco (Petrolina-PE e Juazeiro-BA). O evento foi coroado de êxito e contribuiu para o avanço do Movimento de Pedagogia da UNIR.--

Fonte - Comissão Científica ENEPe - 2016

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.