O SOCO NO ROSTO DA PROFESSORA NOCAUTEOU TODA A SOCIEDADE

As tristes cenas assistidas por várias pessoas em Ji-Paraná, essa semana, atestam essa bestialidade.
Sabado, 09 de Julho de 2016 - 10:53

O que fizeram com nossos jovens? Dando-lhes todos os direitos e praticamente nenhum dever, a demagógica e doentia lei que rege o controle da violência juvenil, conhecida também como Estatuto da Criança e do Adolescente (ECAAAAA!), criado para destruir as relações entre pais e filhos; autoridades com jovens e adolescentes e até entre eles mesmos, transformou pelo menos as últimas duas gerações em celerados, libertos do controle das famílias e do respeito que eles deveriam ter por pais, professores, policiais, autoridades de todos os níveis. Dando a eles o livre arbítrio, descontrolado, criou-se uma lei cheia de boas intenções, mas que na prática se mostrou lesiva, perigosa e, mais que tudo, colocou os jovens em confronto com todos. A lei que permite que crianças, adolescentes e jovens menores matem impunemente trouxe os resultados que todos sabemos. Hoje, os assassinos são “dimenor!”, porque mesmo quando não são eles os autores, assumem a responsabilidade. Livram seus asseclas “dimaior” e ainda saem ilesos, não importa a violência ou o crime que cometam. Nas escolas, a violência também tomou conta. Professores são agredidos de forma contumaz e fica por isso mesmo.

As tristes cenas assistidas por várias pessoas em Ji-Paraná, essa semana, atestam essa bestialidade. Uma professora, de 48 anos, recebeu um direto de direita no rosto. O soco, dando sem motivo algum, apenas para demonstrar desprezo e desrespeito, foi dado por uma estudante. Menor, logicamente. A professora, nocauteada, caiu na rua e teve que ser socorrida pela Polícia Militar. Essa foi, certamente, a mais terrível herança que as teorias esquerdistas deixaram ao país. Transformar milhares de jovens em marginais e criminosos, dando-lhes a ampla proteção legal, foi um dos maiores crimes cometidos por quem criou essa situação toda. Lamentável

TEMOS QUE MUDAR

Professores assassinados, surrados, ameaçados, tratados de forma desrespeitosa, trabalhando quase sempre com salários ridículos e em condições precárias, têm que aguentar ainda esses canalhas “dimenor”, preparados por pais que lavam as mãos e por uma sociedade permissiva, para fazer exatamente isso o que estão fazendo: tratando os outros como lixo. Precisamos imediatamente, mudar o Estatuto do Crime. Temos que transformar a lei em proteção real às crianças e adolescentes em tudo o que elas precisam, para terem uma vida digna. Mas temos que criar também os deveres, para que cada um pague pelo que faz de errado. Do jeito que está, continuaremos assistindo, pasmos, às tristes cenas da professora de Ji-Paraná jogada ao chão por um soco covarde.

“ELE É O CARA!”

Porto Velho recebe nesse sábado a visita de um dos mais importantes personagens da história recente do Paí. Trata-se do ex deputado federal Roberto Jefferson, o homem que foi responsável pela denúncia do Mensalão, que foi o começo do fim dos petistas ladrões e seus asseclas, que tomaram de assalto os cofres públicos do país. Não fosse Jefferson, provavelmente hoje nada do que está acontecendo em termos de investigações, denúncias e prisões de corruptos, estaria ocorrendo. Haveria uma grande chance de estarmos sendo governados pelo megaladrão José Dirceu, o mentor do Mensalão e envolvido em dezenas de falcatruas. Jefferson não é santo (foi também condenado e cumpriu pena), mas a História mostrará o quanto o Brasil deve a ele. Bem vindo!

INDÚSTRIA DA MULTA

O sujeito anda pela cidade normalmente. Quando menos espera, está numa rodovia federal, seja na avenida Jorge Teixeira ou na Migrantes, em Porto Velho, ambas extensão de uma rodovia federal, a BR 319. Quando entrar em qualquer trecho das avenidas, poderá ser multado, caso esqueça de acender os faróis. É uma coisa inacreditável, que vai causar grandes prejuízos aos motoristas e inflacionar a indústria da multa. Leis criadas para fazer dinheiro às custas de condutores de veículos é uma especialidade das autoridades brasileiras, que vampirizam a população de todos os jeitos possíveis. Andar de luz acesa, durante o dia, vai acabar com os acidentes nas estradas? Só alguém muito otimista para acreditar numa coisa dessas.

“AUTOCONCORRÊNCIA”

Os administradores do Porto Velho Shopping acharam um jeito de criar uma concorrência para os lojistas ali instalados. Há vários protestos pela realização, prevista para breve, de um festival de gastronomia no estacionamento, Ora, isso concorreria com os restaurantes do próprio shopping, alguns já com significativa queda de frequência. O caso está sendo comentado com insistência nos bastidores e nas redes sociais. Com a crise, algumas lojas já estão fechando suas portas. A autorização da administração do shopping para um evento que vai trazer prejuízos a  seus próprios parceiros (que pagam uma pequena fortuna para ali estarem), tem causado grande mal estar entre as duas partes. Há quem diga que o caso vai acabar nos tribunais.

O ELOGIO DA LOUCURA!

“Ouvindo o patético discurso de renúncia do Cunha, vejo que Erasmo de Roterdã estava muito correto quando escreveu "O elogio da Loucura". No ensaio, a Loucura fala sobre si mesma, e descreve onde ela mesma reside, não esquecendo do campo da política. O discurso de Cunha demonstra um cidadão distante da realidade e sentindo profundamente, apenas, perda do poder. Coisa de psicopata! Não há em suas orações, uma palavra real ou verdadeira. É como uma criança que foi colocada de castigo pelas "artes" que praticou, mas que não se dobra à consciência dos atos por puro orgulho. Chora apenas para amenizar a dor do ego ferido”. O texto brilhante está à altura do seu autor. Foi postado nas redes sociais pelo advogado Amadeu Machado. Irretocável!

PERGUNTINHA

Quantos grupos de extermínio como o que foi desbaratado em Rondônia (onde seus membros são suspeitos de mais de uma centena de mortes) continuam atuando em várias regiões do país, sem que sejam descobertos?

Fonte - sergio pires

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.