UNIVERSITÁRIOS DEFENDEM QUE VEREADORES PASSEM A USAR SOMENTE O 'CIDADE DIGITAL', NA CÂMARA DE PVH

De acordo com os universitários, o documento será entregue na próxima semana na Câmara de Porto Velho.
Quarta-Feira, 06 de Julho de 2016 - 09:32

Foi publicado no Diário Oficial da Prefeitura de Porto Velho (DOPMPV), N° 5241, o Termo de Dívida reconhecido pelo presidente da Câmara Municipal de Porto Velho (CMPV), Jurandir Bengala, contraída com a empresa VCB Comunicações S/A para prestação de serviços de internet banda larga. O valor pago pela casa de Leis ultrapassou a casa dos R$ 6.930 reais referentes há apenas dois meses de serviços: junho e julho.

A importância paga pelo Poder Mirim, apesar de vivenciarmos tempos de crise financeira em nosso país, foi questionada por dois universitários que vão sugerir nos próximos dias que a CMPV adote o programa “Cidade Digital” da Prefeitura de Porto Velho.

“Se os serviços são tão bons assim, como muito vereadores elogiam esse projeto da prefeitura que passem a utiliza-los. Não é justo que se pague mais internet sendo que temos a disposição Wi-Fi livre e que alcança muito bem o prédio da Câmara. Acredito que os vereadores têm condições de usar esse serviço. Na realidade, forçar eles a usarem o Cidade Digital vai possibilitar que o serviço nunca caia em quesito qualidade”, comentou Rubens de Lima, 26 anos.

O universitário de Direito, Natanael Sobreira, 28 anos, disse que vai redigir um documento nos próximos dias solicitando que a Câmara de Porto Velho adote o “Cidade Digital” e que evite despesas adicionais.

“Eu ouvi um vereador elogiar muito bem o programa, acho que deve ser muito bom. Tentamos acessar pelo celular mais achei inferior a qualidade do serviço, então acho que os nossos parlamentares poderiam deixar de pagar a OI, NET ou qualquer outro provedor e passar a usar o Cidade Digital. Por isso, estamos fazendo um documento e uma campanha exigindo o desperdício de dinheiro”, comentou Sobreira.

De acordo com os universitários, o documento será entregue na próxima semana na Câmara de Porto Velho. Assinaturas colhidas em alguns lugares da cidade e nas universidades, além de comentários nas redes sociais vão ser anexadas ao documento como forma de sensibilizar a Mesa Diretora acatar a sugestão dos jovens universitários. 

Fonte - NewsRondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.