COE REALIZA ENCERRAMENTO DO PROGRAMA DE TREINAMENTO SOBRE MISSÕES ESPECIALIZADAS

Durante os 15 dias de treinamento, os policiais militares foram habilitados para o desempenho das missões básicas da COE.
Terça-Feira, 21 de Junho de 2016 - 16:22

O efetivo da Companhia de Operações Especiais – COE, se reuniu nesta terça-feira, 21, em uma formatura matinal. A solenidade marcou o encerramento do Programa de Treinamento Sobre Missões Especializadas. Estiveram presentes as frações do Choque, Grupo de Ações Táticas Especiais – GATE, Patrulhamento Tático Móvel – PATAMO e Canil, além da Banda de Música da PM.

Durante a solenidade foi realizado o ato de despedida e agradecimento aos policiais militares Capitão PM Glauber Souto, 2º SGT PM Daniel, CB PM Oliveira, SD PM Souza e SD PM Lima, transferidos para outras unidades, e ao 3º SGT PM Erivan, que passou para a reserva remunerada.

PROGRAMA DE TREINAMENTO SOBRE MISSÕES ESPECIALIZADAS

Durante os 15 dias de treinamento, os policiais militares foram habilitados para o desempenho das missões básicas da COE. Durante as 180 horas aulas foram abrangidas as matérias teóricas e práticas necessárias às missões elementares das frações da COE, buscando uma padronização das técnicas aplicadas e a difusão e desenvolvimento de métodos, técnicas e táticas de emprego operacional nas diversas situações em que a Unidade é empregada.

Ao todo 17 policiais militares participaram do programa, sendo três policiais recém-transferidos para a Unidade, cinco policiais do 7º Batalhão de Polícia Militar e oito recém-formados do Curso de Formação de Soldados da PM 2015/2016.

Dos novos Policiais, quatro devem apoiar o Grupo de Operações Táticas Especiais – GATE, nas operações do Esquadrão de Bombas, sendo um químico, um físico, um eletrotécnico e um com formação na área de sistema de informações. “Atualmente as operações do esquadrão de bombas necessitam de policiais com esse tipo de formação para entender como é que funciona a dinâmica dos explosivos”, contou o Capitão PM Henrique.

Dois irão integrar o Choque, um já com o estágio de operações táticas da COE e o curso de operações de Choque e outro com cursos na área de intervenção em presídio e ocorrências envolvendo estabelecimentos carcerários. Um deles, que já possui o curso de cinotecnia e faro de explosivos, irá integrar o canil. E um irá integrar o patrulhamento tático móvel, que já tinha formação na área militar e possuí alguns cursos na área de telecomunicações.

“Precisaríamos de mais efetivo, mas os que vieram são especialistas e já vão, dentro de suas atribuições e formações, serem empregados precisamente. Eles passaram por cursos básicos e têm dois anos para procurarem outros cursos de especialização para continuarem na Companhia”, finalizou o Capitão.

Fonte - pm ro

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.