DERAM O TROCO: MEMBROS DA POLÍCIA CIVIL REPUDIAM DECLARAÇÕES DE CONFÚCIO NA INTERNET

Na semana passada, Confúcio Moura afirmou que estava sofrendo boicote pela Polícia Civil por conta da demora na expedição de Registros Gerais – popular Carteira de Identidade.
Segunda-Feira, 20 de Junho de 2016 - 09:02

Por essa o governador Confúcio Moura (PMDB) não esperava. Bastaram poucas horas para o seu artigo “A demora na Carteira de Identidade” ganhar repercussão na internet para que agentes da Polícia Civil, em uníssono, entrarem em cena e iniciarem sessão de repúdio e hostilização contra as declarações do chefe do executivo rondoniense. 

Na semana passada, Confúcio Moura afirmou que estava sofrendo boicote pela Polícia Civil por conta da demora na expedição de Registros Gerais – popular Carteira de Identidade. No seu artigo, publicado no “Blog do Confúcio” e repercutido nos principais veículos de notícias do estado, Moura mandou recado direcional para a instituição e declarou: “Bem, agora a paciência acabou!”.

O recado ganhou resposta imediata nas Redes Sociais. Agentes de Polícia, administrativos, peritos e até comissionados da capital e do interior do estado, da “Nasa ou em Israel”, repudiaram as críticas do governador e passaram a hostilizá-lo sem nenhuma cerimônia, pudor.

“Talvez o servidor policial civil também tenha suas críticas em relação ao atual governo do estado de Rondônia, que proporciona condições mínimas de trabalho, prédios caindo aos pedaços, falta de servidores para lidar com o número de populares, promessas não cumpridas em relação à melhorias salariais, entre outras...”, escreveu Paulo Roberto Novais.

“Se existe alguém que pode resolver esta situação é o Governador, do Estado, que deveria cobrar dos secretários de segurança e dos diretores do IICC. Escrever um texto que tenta lançar a população contra a Polícia Civil, embora seja mais fácil que tomar as atitudes mencionadas, não resolverá o problema, não mudará nada e o senhor sabe disso. Se o senhor quiser resolver, o senhor pode. É só começar a tomar posições concretas na direção da solução...”, respondeu Marcelo Marques.

“De condições de trabalho que resultados satisfatórios, agora com esse discurso demagógico querendo jogar a opinião pública contra a polícia civil, seja mais produtivo governador”, opinou Luciano Souza.

“Ao invés de resolver a situação, o senhor está utilizando a tática de ATACAR para se DEFENDER das mazelas que está a POLÍCIA CIVIL? Afinal, quem tem o poder de resolver alguma coisa neste estado senão o senhor?”, indagou Deise Sguissardi.

“Senhor governador, você é o maior responsável, por essa situação, pois não tem cumprido nada do que prometeu na campanha, pelo contrário está e arruinando a segurança pública”, disse Djalma Neris dos Santos.

“Esse poeta é um brincante mesmo, né? Não investe em tecnologia, não valoriza o servidor, e vem falar em “boicote”? O Senhor sabe o significado dessa palavra? Ah claro que sabe, afinal, vem boicotando a polícia civil, desde o início do seu mandado! Vai resolver o problema pessoalmente? Como? Se deu uma entrevista aos policiais em Ji-paraná, alegando que não resolve nada, que não decide nada, que só assina! Aproveita então e assina sua renúncia, porque governo que não tem poder de decisão, não serve para o Estado de Rondônia!!”, respondeu Josemar Silveira.

“Senhor governador, se o senhor quer as identidades liberadas em 24 horas então faça acontecer, o senhor só esta deixando a entender que é um péssimo governador, um péssimo administrador. Senhor governador, gostaria de saber por que tanto ódio da policia civil, ou será que o senhor é frustrado, sim porque o senhor não tem competência de fazer a policia civil funcional melhor com o muito que tem e nós com o pouquinho que temos estamos dando a volta por cima e mais hoje o senhor é governador péssimo mais é, amanhã o senhor não é mais e nós o senhor querendo ou não vamos ser policia civil sempre”, escreveu Aparecida Santiago.

“Isso só prova que o Senhor está totalmente desinformado da atual situação dos serviços prestados pelo governo, uma verdadeira vergonha. Aqui em Colorado não tem nem se quer datiloscopista, vem datiloscopistas de Cerejeiras, duas vezes por semana por conta própria, pois nem diária estão recebendo e a fila que o Senhor está preocupado do "TUDO AQUI" aqui também tem e das grandes. Uma verdadeira injustiça”, redigiu Paulo Silva. 

Fonte - NewsRondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.