CAMINHADA MARCA DIA MUNDIAL DE CONSCIENTIZAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA A PESSOA IDOSA

A data foi instituída em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa”.
Quarta-Feira, 15 de Junho de 2016 - 15:35
A Prefeitura de Porto Velho promoveu nesta quarta-feira (15) uma caminhada intergeracional para marcar o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, celebrado em 15 de junho. A iniciativa teve início às 8h e foi coordenada pela diretoria de Saúde do Idoso, da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), em parceria com as Secretarias Municipais de Assistência Social (Semas), via Centro de Convivência do Idoso; de Esporte e Lazer (Semes); e com o Conselho Municipal do Idoso. A Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Semtran) colaborou com o evento, coordenando o trânsito no trajeto, da Praça do Skate até o Centro de Convivência do Idoso.
 
A concentração para a caminhada começou às 7h30. Antes do aquecimento para iniciar, Maria de Lurde Oliveira, da Coordenação Saúde do Idoso da Semusa, fez um breve relato sobre a data: “O dia 15 de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data foi instituída em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa”.
 
Maria de Lurdes elencou os tipos de violência que o idoso pode sofrer segundo o Manual de Enfrentamento a Violência, entre eles abusos físicos, que constituem a forma de violência mais visível; abuso psicológico, que corresponde a todas as formas de menosprezo, de desprezo e de preconceito e discriminação; explorações financeiras, por meio de apropriação indevida ou ilegal de recursos financeiros ou patrimoniais; abandono; e negligência, que é o ato de recusar ou omitir cuidados devidos e necessários aos idosos por parte dos responsáveis, familiares e instituições.
 
A coordenadora de Proteção Social Básica da Semas, Neila Sena, no ato representando o secretário de Assistência Social, Solano Ferreira, frisou que, para garantir o envelhecimento da população de forma saudável e tranquila, com dignidade, sem temor, opressão ou tristeza, é preciso trabalhar intensamente na prevenção, identificação e encaminhamento correto de casos de violência e, em especial, na preparação das novas gerações com informações, materiais e recursos educacionais.
Fonte - prefeituraportovelho

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.