BATALHÃO BELMONT TEM NOVO COMANDANTE A PARTIR DE HOJE

Ao centro, comandante geral da PMRO coronel Ênedy à esquerda coronel PM Almeida e à direita major PM Herton.
Terça-Feira, 14 de Junho de 2016 - 17:00

Com uma área de responsabilidade policial com mais de 350km²  nas cidades de Porto Velho, Itapuã do Oeste, Candeias do Jamari, distritos e vilas, o 5º Batalhão de Polícia Militar, Batalhão Belmont, tem novo comandante. Em substituição ao coronel PM Alexandre Luis de Freitas Almeida, assumiu a função o major PM Rone Herton Dantas de Freitas.  A solenidade foi realizada hoje, 14 de junho de 2016, a partir das 8 horas, em frente ao prédio da Unisp – Unidade Integrada de Segurança Pública, na Avenida Amazonas, em Porto Velho e contou com a presença do vice-governador do Estado Daniel Pereira, deputado estadual Jesuino Boabaid, comandante geral da Corporação, coronel PM Ênedy Dias de Araújo, coronel de Exército Vila, representando a 17ª Brigada de Infantaria de Selva, chefe do Estado Maior da PM coronel PM Ranilson Bryner, delegado Leonardo, da Unisp, demais oficiais, praças e familiares. Ao centro, comandante geral da PMRO coronel Ênedy à esquerda coronel PM Almeida e à direita major PM Herton.

O vice-governador de Rondônia Daniel Pereira parabenizou as diversas ações dos policiais militares do Batalhão na busca permanente por uma sociedade sem passagemdanielviolência. Com esta área de abrangência “vimos que a dedicação e o empenho de cada um, desde comandante geral ao último soldado, trabalham incansavelmente para proteger a população rondoniense”, disse ele, acrescentando que “tenho que o novo comandante vai dirigir aos seus comandados nesta mesma determinação”.

“O reconhecimento deste comando ao coronel PM Almeida quando esteve à frente do Batalhão Belmont”, disse o coronel PM Ênedy Araújo, comandante geral da Polícia Militar. Agradeceu ao coronel PM Almeida pelo trabalho realizado vindo a destacar o Batalhão e a Polícia militar em toda região. Entre tantos resultados positivos ele citou o trabalho comunitário com as associações, a motivação da tropa, as prisões, recapturas, apreensões entre tantas ações policiais militares. O novo comandante tem uma grande responsabilidade em continuar as missões em prol da comunidade que a cada dia necessita de ações essências para que a cada dia levemos segurança a essa comunidade.

Despedidas

O coronel PM Almeida comandou o Batalhão por duas vezes. Como subcomandante em 2009, e depois assumindo como comandante já em 2010. Somando cerca de seis anos na linha de frente, “e a sensação que carrego é que o faria mil vezes se tivesse a oportunidade para tanto”. O coronel citou como referência o Sargento Gusmão de Paula, conhecido como a “Lenda”, incansável contra o crime, como ele uma tropa, que se chama família Belmont. Também o soldado PM Eli, um ícone comunitário, que sempre acreditou na recuperação do ser humano”.

No comando que teve início em 13 de set de 2013, ele enumerou a reformulação do conceito de Policiamento Escolar do Batalhão, inserindo a filosofia de Polícia Comunitária, quando os policiais começaram adentrar as escolas e pacificar àquelas com alto índice de violência escolar, passaram a ministrar palestras motivacionais e de civismo, aproximando desta forma a comunidade escolar com princípios esquecidos ou até novos para alguns.

Agradeceu o apoio da SESDEC que disponibilizou viaturas caracterizadas, para implantar o policiamento rural exclusivamente utilizado na extensa área rural da 1ª e 2ª Cia PO/5º BPM, tais como, setor chacareiro do Bairro Jardim Santana, onde se encontravam aproximadamente mil e cem famílias, organizados pelas Associações dos Produtores Hortifrutigranjeiros do Vale do Sol, Associação Boa Safra; estrada dos periquitos, linha São Pedro, Cujubim Grande, Porto Chuelo, Vila calderita, Agro Vila, Ramal linha 28, Vila Imbaúba, linha 111, Nova Aliança e demais locais muito importantes economicamente para a cidade de porto velho.

Segundo ele, para diminuir os índices de violência foi implantado o Projeto Polícia Militar na Escola. Primeiramente na Escola Ulisses Guimarães com aulas de Jiu Jitsu, Karatê e música. O 5º BPM uniu pelo esporte, centenas de alunos das escolas da região. Promoveu reuniões, onde cerca de 50 lideranças comunitárias da zona leste se encontravam para traçar metas e aprimorar os serviços desenvolvidos pelo guardião da Zona Leste. Nas últimas sexta feira do mês, fazíamos o “Café com o comandante”, onde reuníamos a sociedade civil organizada no quartel, para ouvi-los a respeito dos trabalhos de segurança apresentados pelo batalhão em sua área.

Resultados

O coronel PM Almeida falou que durante os anos à frente do Belmont, foram presos ou recapturados mais de 1.200 foragidos da Justiça, sendo o “campeão de produtividade no âmbito da CRP I, nos últimos anos”. Reformou a fachada do batalhão sem verba governamental e ainda revitalizou a pedra fundamental símbolo da criação do 5º BPM. Na falta de efetivo redimensionou o contingente administrativo do Batalhão, alocando os aptos nas bases e nas radio patrulhas, para melhor atender todos os municípios sob responsabilidade.

Ele explicou que junto a Marinha do Brasil foi realizado o curso de habilitação para o policial conduzir embarcações de até sete metros na massa liquida do estado. Sendo formados 100 policiais militares, tendo como integrante o próprio oficial.

Neste momento de despedida e de agradecimentos, observou, não poderia deixar de agradecer a coronel PM RR Angelina, que me deu a oportunidade primeira de comandar este Batalhão que tanto representa na minha vida profissional. Agradecer ao coronel PM RR Carlos, que me convidou a estar à frente do batalhão em um segundo comando, entrando mais uma vez para a historia da PMRO. Ao nosso Comandante Geral coronel PM Enedy que sempre me apoiou quando era ainda CRP I, função que hoje ocupo há três meses, tempo que estou fora do 5º BPM, o coronel PM Enedy que foi um professor para mim, pessoa a qual muito aprendi e aprendo até hoje.

Ao se referir à família, o coronel PM Almeida, emocionado,  citou a esposa Elizete Almeida, as filhas Eduarda e Eloá, “que sempre me apoiaram nos momentos felizes e também nos momentos difíceis ao extremo, como na morte de PPMM em serviço. Não é fácil ser esposa e filhas de um homem apaixonado pelo que faz, que não consegue desmotivar-se mesmo ante a injustiça de homens”. Não é fácil ser casado com uma pessoa que mesmo nos dias 25 e 31 de dezembro escolhe render parada e ceiar com a sua tropa.

Sei, falou ele, que entendem que as amo e que as terei por toda a vida e o comando é por um breve espaço de tempo e tem que ser vivido intensamente. Sei que sem o apoio da família não seria capaz de me estruturar e trabalhar da maneira que trabalho.passagemtropa

Elogio

O subcomandante geral da Polícia Militar, coronel PM Clairton Pereira, em elogio a oficial PM destacou o trabalho do coronel PM Alexandre Almeida relatando as mais diversas medidas adotadas em prol da comunidade da área de abrangência do Batalhão e da reestruturação do Batalhão buscando melhorias de toda ordem junto ao público interno, com condições melhores de trabalho e, quanto ao serviço de rua, por intermédio de projetos sociais e novas rotinas e ações de policiamento. “policiamento escolar, com a inserção do conceito de Polícia Comunitária, onde os policiais militares passaram a ministrar palestras educativas, visando à aproximação com a comunidade escolar”.

Com sua capacidade, disse o coronel PM Clairton, o coronel PM Almeida não teve dificuldade em motivar sua tropa, que respondeu com muito trabalho e resultados surpreendentes. O coronel PM Almeida enquanto comandante do 5º Batalhão, sempre esteve à frente das operações de maior vulto, elevou o nome do 5º Batalhão para um grau de credibilidade excelente, sendo motivo de reconhecimento por parte das autoridades do estado e da própria comunidade.

Novo comandante

O novo comandante do 5º Batalhão, Batalhão Belmont, major PM Rone Herton Dantas de Freitas é natural de São Borja, filho de João Candido Feckner de Freitas e Delta Antunes Dantas, nasceu em 1970, casado com Vanda Carvalho Vieira e pai de Samuel Mateus Carvalho Freitas.

passagemhertonBacharel em Direito (Faculdade Interamericana de Porto Velho – UNIRON). O major PM Herton foi já desempenhou as funções de Ajudante de Ordens do Comandante Geral da Polícia Militar de Rondônia (2003), Comandante do Grupo de Ações Táticas Especiais - GATE – COE (2004 - 2007), Comandante da 2ª Companhia de Policiamento Ostensivo do 1° BPM (2008 - 2010), Subcomandante da Cia Independente de Guarda (2010 – 2011), Coordenador do Curso Especial de Formação de Sargentos (2º Semestre 2011), Comandante da Companhia de Operações (2012 – 2014), Força Nacional - Jornada Mundial da Juventude e visita do Papa - Rio de Janeiro/2013, Comandante da Operação Pacificadora, Morro Santo Amaro – Rio de Janeiro e Comandou o 1º Batalhão da Força Nacional, Dourados-MS em 2014. Atualmente estava exercendo a função de Subcomandante do 5º BPM.

Foi declarado aspirante a oficial PM em 25 de fevereiro de 1999 e promovido ao posto de major PM, por merecimento em 25 de agosto de 2013.

Possui as Medalhas de “Dedicação Policial Militar” (1º Decênio), “Mérito Policial”,“Mérito de Ensino”, Governador Jorge Teixeira de Oliveira, Medalha Defesa Civil do Estado de Rondônia e “Dedicação Policial Militar” (2º Decênio).

O major PM Herton possui entre outros os cursos de Formação de Oficiais – Exército Brasileiro, Especial de Formação de Oficiais PM – Polícia Militar de Rondônia, Aperfeiçoamento de Oficiais PM – Polícia Militar de Rondônia, Atualmente Aluno no Curso Superior de Bombeiro Militar – RO, técnicas de Defesa Pessoal – Academia Athenas de Porto Velho, Estado de Rondônia, Primeiros Socorros – SENAI-RO, Técnicas Policiais de Imobilização – IMPACTO, Curso de Tactical Immobilization – Centro Avançado de Técnicas de Imobilizações – Amazonas, Ações Táticas Especiais (CATE) – GATE da Polícia Militar do Estado do Ceará, Básico de Brechero – Grupo Especial de Operaciones Federales (G.E.O.F) – Polícia Federal Argentina, “Tiro Defensivo na Preservação da Vida” – Polícia Militar de Rondônia (2008), Ações Antibombas – GATE da Polícia Militar do Estado do Ceará (2005) e Nivelamento da Força Nacional – Ministério da Justiça – SENASP / Brasília – DF (2005).

Como um pai que atende ao chamado do filho, quantas vezes saí de minha cama nas madrugadas, para atender um policial que fora ferido em uma troca de tiros, ou que alvejou um bandido em sua defesa ou na defesa de outrem. Lembro-me ainda das visitas aos enfermos de maneira geral, tudo em um gesto de amor que se espera de uma família. Aqui eu fui feliz. Jamais me esquecerei deste batalhão e os seus valorosos guerreiros. Das manhãs em que eu dizia; “bom dia batalhão Belmont” e era respondido de maneira alegre e vibrante. Das operações que saíamos daqui juntos e voltávamos juntos. Das viagens pelas linhas em operações das mais diversas. Nesse segundo comando por minha pessoa, que se iniciou em 13 de set de 2013, posso destacar, a Reformulação do conceito de Policiamento escolar do batalhão, inserindo a filosofia de Polícia Comunitária, capacitando os policiais para desenvolverem essa forma de trabalho mais próxima da comunidade, onde os policiais começaram adentrar às escolas e pacificar aquelas com alto índice de violência escolar, passaram a ministrar palestras motivacionais e de civismo, aproximando desta forma a comunidade escolar com princípios esquecidos ou até novos para alguns. Destaco o apoio da SESDEC que disponibilizou viaturas caracterizadas, para que pudéssemos implantar o policiamento rural exclusivamente utilizado na extensa área rural da 1ª e 2ª Cia PO/5º BPM, tais como, setor chacareiro do Bairro Jardim Santana, onde se encontravam aproximadamente mil e cem famílias, organizados pelas Associações dos Produtores Hortifrutigranjeiros do Vale do Sol, Associação Boa Safra; estrada dos periquitos, linha São Pedro, Cujubim Grande, Porto Chuelo, Vila calderita, Agro Vila, Ramal linha 28, Vila Imbaúba, linha 111, Nova Aliança e demais locais muito importantes economicamente para a cidade de porto velho.

 Ainda com a visão de aproximação da Polícia para com a comunidade. Planejamos materialmente a instalação da base do Ulisses Guimarães com mobiliário e efetivo. Inclusive, buscando apoio junto a Controladoria Geral do Estado para fins de doação de material. O que hoje em dia está prestes a acontecer com alocação de novo efetivo.

Para diminuir os índices de violência, atuando na causa, implantamos o Projeto Polícia militar na Escola. Primeiramente na Escola Ulisses Guimarães com aulas de Jiu Jitsu, Karatê e música. O 5º BPM uniu pelo esporte, centenas de alunos das escolas da região.

Tive ainda a grata satisfação de idealizar e promover importantes reuniões, onde cerca de 50 lideranças comunitárias da zona leste se encontravam para traçar metas e aprimorar os serviços desenvolvidos pelo guardião da Zona Leste. Algumas ultimas sexta feira do mês, fazíamos o “Café com o comandante”, onde reuníamos a sociedade civil organizada no quartel, para ouvi-los a respeito dos trabalhos de segurança apresentados pelo batalhão em sua área.

Reinauguramos a Base do Jardim Santana, transformando-a na 2ª Cia de Policiamento Ostensivo. Promovendo assim a aproximação entre polícia e comunidade. A Base do Jardim Santana acresceu a presença da polícia na localidade por meio de ações preventivas que diminuíram os índices de criminalidades na localidade e adjacência. A transformamos em uma Cia estratégica no policiamento dos 350km2 de sua responsabilidade e demos grande sensação de segurança aos 150 mil habitantes dos 20 bairros e invasões de sua área.

Com a finalidade de expandir o sucesso do projeto Polícia Militar na escola, promovemos a I, II e já estamos III Copa Patrulha Escolar da cidade de Porto Velho, na Zona Leste, mesmo com orçamento mínimo, o evento cumpriu com a sua principal meta que era, estimular a integração e o respeito entre a comunidade estudantil da Zona Leste. Esse evento integrou os estudantes e diminuiu consideravelmente os índices criminais nas escolas da zona leste da capital. O Evento superou as expectativas e entrou para o Planejamento do Governo como política pública de combate à violência na escola, com orçamento garantido todos os Anos pelo Governo do Estado de Rondônia.

Criamos o projeto “Policial Padrão”. Onde a cada mês, os comandantes das Unidades elegiam um “Policial Padrão” de acordo com o grau de zelo, produtividade e de compromisso demonstrado pelo militar à causa da Segurança Pública, destacando-se em suas funções e contribuindo, dessa forma, ao engrandecimento da instituição Policial Militar.

Durante esses anos à frente do Belmont, Mandamos de volta mais de 1.200 foragidos da Justiça de volta para a cadeia; e nos demais atendimentos fomos o campeão de produtividade no âmbito da CRP I nos últimos anos.

Reformamos a faixada do batalhão sem verba governamental e ainda revitalizamos a pedra fundamental símbolo da criação do 5º BPM. Na falta de efetivo redimensionamos o contingente administrativo do Batalhão, alocando os aptos nas bases e nas radio patrulhas, para melhor atender todos os municípios sob nossa responsabilidade.

Criamos e mantemos até a nossa saída a Sala de Oração Belmont, onde ocorria um culto religioso nas instalações do 5º BPM.

Vimos inaugurar e interagimos com a comunidade vertical do conjunto habitacional “Orgulho do Madeira”, a fim de buscar medidas de segurança eficazes naquele conjunto.

Gerenciamos junto a Marinha do Brasil curso de habilitação para o policial conduzir embarcações de até 7 metros na massa liquida do estado. Onde foram formados mais de 100 PPMM, entre eles esse que vos fala.

Neste momento de despedida e de agradecimentos, não poderia deixar de agradecer à Cel PM RR Angelina, que me deu a oportunidade primeira de comandar este batalhão que tanto representa na minha vida profissional. Agradecer ao Cel PM RR Carlos, que me convidou à estar a frente do batalhão em um segundo comando, entrando mais uma vez para a historia da PMRO. Ao nosso Comandante Geral Cel PM Enedy que sempre me apoiou quando era ainda CRP I, função que hoje ocupo há três meses, tempo que estou fora do 5º BPM, o Cel Enedy que foi um professor para mim, pessoa a qual muito aprendi e aprendo até hoje.

Agradecer à Deus pela saúde, livramentos e sucesso que me proporcionou durante todo esse tempo, onde contivemos a onda de violência na Zona Leste e demais Localidades, atestado pela comunidade que se manifestava nesse sentido, de maneira que posso dizer como disse o profeta Izaias, “até aqui nos ajudou o Senhor”. Agradecer ao meu pastor Valdemar Marinho que,  Agradecer em especial a minha esposa Elizete Almeida, minhas filhas Eduarda e Eloá, que sempre me apoiaram nos momentos felizes e também nos momentos difíceis ao extremo, como na morte de PPMM em serviço. Não é fácil ser esposa e filhas de um homem apaixonado pelo que faz, que não consegue desmotivar-se mesmo ante a injustiça de homens. Não é fácil ser casado com uma pessoa que mesmo nos dias 25 e 31 de dezembro escolhe render parada e ceiar com a sua tropa. Sei que entendem que as amo e que as terei por toda a vida e o comando é por um breve espaço de tempo e tem que ser vivido intensamente. Sei que sem o apoio da família não seria capaz de me estruturar e trabalhar da maneira que trabalho. Agradeço amada esposa e filhas, pelo amor incondicional de vocês e pela compreensão incontesti. Deus seja louvado e meu muito obrigado.

Fonte - pm ro

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.