SISTEMA FECOMÉRCIO ADERE Á COLETA SELETIVA DE LIXO DA PREFEITURA DE PORTO VELHO

O assunto foi “destrinchado” pela coordenadora do projeto de coleta seletiva do município, Ellen Duarte, da Secretaria Municipal de Serviços Básicos (Semusb).
Sexta-Feira, 10 de Junho de 2016 - 16:13

A implantação da coleta seletiva de lixo dominou os debates nesta sexta-feira, 10, na “Semana do Meio Ambiente” realizada no auditório do Senac/RO pelo Sistema Fecomércio. O assunto foi “destrinchado” pela coordenadora do projeto de coleta seletiva do município, Ellen Duarte, da Secretaria Municipal de Serviços Básicos (Semusb).

No evento, que neste ano tem como tema “Por Uma Cidade Limpa e Saudável” a coordenadora explicou aos alunos do Senac que lotaram o auditório da instituição, como é que funciona o sistema hoje já implantado em 22 condomínios da cidade e a importância da segregação dos resíduos sólidos recicláveis para que a coleta seletiva.

“O Sistema Fecomércio está aderindo a esse novo sistema que está sendo implantado pela prefeitura. Nesse primeiro momento o foco são os alunos do Senac porque, dentro do projeto, eles é que são os agentes de mudança, os multiplicadores dessa ideia que trabalha duas frentes, uma é a questão ambiental e a outra é a econômica”, explicou.

Elen Duarte adiantou ainda que o projeto foi implantado na cidade em novembro do ano passado e até abril já haviam sido recolhidos nos conjuntos residenciais 14 toneladas de material reciclável que foi encaminhado para a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Rua de Porto Velho (Asprovel) para seleção e comercialização.

Atualmente, explicou a coordenadora do projeto, o resíduo recolhido nesses condomínios não são mais destinados ao aterro sanitário da Vila Princesa, como antigamente. Tudo vai para a associação de catadores que, por enquanto, é a única entidade legalmente estabelecida no município de Porto Velho para trabalhar com a reciclagem de lixo nessa.

Para poder expandir a coleta seletiva para os bairros, Ellen Duarte afirmou que há a necessidade da entrada de outras entidades. No momento, a Asprovel não tem como atender a demanda da capital. Para resolver o problema, o município está auxiliando a Associação de Catadores de Materiais Reciclados de Rondônia — Unidos pela Vida e a Unidos Pela Vida a se regularizar.

“Se o serviço de coleta seletiva, neste momento for levada para os bairros, em vez de solução, criaremos um problema porque a Asprovel sozinha não daria conta de trabalhar todo o material que seria recolhido. Por isso que a prioridade, paralelo a implantação do sistema nos condomínios, é ajudar essas entidades a conseguirem a documentação necessária para poder atuar”, disse.

Além da Fecomércio, já solicitaram pedido de adesão ao projeto de coleta seletiva de lixo da Prefeitura de Porto Velho o Ministério Público de Rondônia  (MP/RO) e o Tribunal de Justiça. Para participar do projeto é só entrar em contato com a Secretaria de Serviços Básicos e fazer a solicitação. Após a adesão, são realizadas palestras educativas com os moradores.

Fonte - prefeituraportovelho

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.