POLICIAS PRENDEM MAIS 3 SUSPEITOS DE ASSALTO EM JORGE TEIXEIRA E APREENDEM VÁRIAS ARMAS, EM JARU

Após solicitar apoio da Polícia Militar, duas guarnições e homens do Serviço de Inteligência (P2) foram atender a ocorrência e durante buscas na residência de uns dos suspeitos teriam localizado e apreendido uma espingarda calibre .36
Sexta-Feira, 10 de Junho de 2016 - 09:51

As polícias Rodoviária Federal (PRF), Militar (PM) e Civil (PC) prenderam nesta quinta-feira (09) mais três suspeitos de envolvimento em uma quadrilha especializada em assaltos e apreenderam diversas armas de fogo e munições.

As prisões tiveram início durante a madrugada desta quinta-feira. Segundo informações, a PRF abordou por volta das 2h30 da madrugada, no seu posto fiscal, um veículo que trafegava pela BR-364 sentido Ariquemes/Jaru onde estavam quatro homens.

Ao perguntar os nomes dos suspeitos, um deles teria passado pelo menos dois nomes diferentes aos policiais, que depois acabaram descobrindo que se tratava na verdade de Lucas Luan da Silva, 18 anos, suspeito de ter participado de um assalto a uma residência no último domingo (05) no município de Governador Jorge Teixeira, onde os bandidos usaram de violência e uma das vítimas teria sido agredida e fraturado uma das pernas. Na fuga os elementos acabaram capotando o carro na Linha 619.

Após solicitar apoio da Polícia Militar, duas guarnições e homens do Serviço de Inteligência (P2) foram atender a ocorrência e durante buscas na residência de uns dos suspeitos teriam localizado e apreendido uma espingarda calibre .36. Com informações de que a quadrilha teria mais armamentos, os policiais, já com apoio de policiais civis, foram realizar buscas em uma vegetação ao lado de um riacho no Setor Madeireiro, mas não localizaram nenhuma arma. Somente depois um dos integrantes teria revelado o endereço de uma residência onde os armamentos estavam escondidos. No local as polícias Militar e Civil localizaram quatro armas de fogo, sendo duas escopetas calibre 12, uma calibre 32 e um revólver 38, além de munições e certa quantia em dinheiro. Ele alegou que apenas teria recebido dinheiro para guardar os armamentos.

Os quatro suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil, mas um deles, após prestar esclarecimentos, acabou liberado. Os outros três receberam voz de prisão e poderão responder por vários crimes, entre eles formações de quadrilha, posse ilegal de armas e roubo.

Foi um grande trabalho, fruto de grande esforço das forças policiais, que resultou em importantes prisões e apreensões. Em cinco dias os policiais conseguiram prender o bando que é apontado como responsáveis por roubos violentos, e dar uma resposta a que a sociedade necessitava.

Fonte - Anoticiamais

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.