PRESIDENTE DA FUNSPRO DIZ QUE REAJUSTE SALARIAL É OBRIGAÇÃO DO GOVERNO

'Sendo o primeiro em 2011, de 8%, o segundo em 2012, de 6,5% e o terceiro em 2014, de 5,87%', lembrou Tito Paz.
Quinta-Feira, 09 de Junho de 2016 - 14:05

O presidente da Federação Unitária dos Trabalhadores no Serviço Público no Estado de Rondônia (Funspro), Tito Paz comentou a declaração do governador Confúcio Moura (PMDB) feita na última terça-feira (7) onde afirmou a possibilidade de reajustar os salários dos servidores em razão da inflação.

Tito Paz disse que o aumento seria o mínimo que o chefe do Executivo estadual poderia fazer enquanto governador. O presidente da Funspro lembrou que no primeiro mandato de Confúcio Moura ele concedeu apenas três reajustes aos trabalhadores.

Já no segundo mandato do governador, iniciado há um ano e cinco meses, Tito destacou que Confúcio Moura não autorizou “nenhum centavo de reajuste”. Por outro lado, o presidente ressaltou que em resumo, nos cinco anos e cinco meses do governo de Confúcio, o reajuste acumulado foi de 21,77% contra uma inflação acumulada de 46,26%, diferença que, segundo Tito Paz, ainda não pode ser considerada significativa, mas que facilitaria o reajuste aos servidores.

“Se no governo do Confúcio Moura, os salários tivessem sido reajustados pelos mesmos índices de inflação, o reajuste acumulado seria de 46,26%. Portanto, com um percentual entre 20 e 25% de reajuste o governo corrige as perdas inflacionárias dos servidores no seu governo”, declarou o presidente da Funspro.  

Fonte - Juliana Martins

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.