MONSTRO: HOMEM ESTUPRA E ARRANCA CORAÇÃO DE CRIANÇA EM MINAS GERAIS

Lopes já era procurado pela Justiça por homicídio, um outro estupro e roubo. Ele usava nome falso e estava morando na cidade há cerca de dois meses.
Segunda-Feira, 06 de Junho de 2016 - 15:31

Minas Gerais - Lopes já era procurado pela Justiça por homicídio, um outro estupro e roubo. Ele usava nome falso e estava morando na cidade há cerca de dois meses. O suspeito tem uma tatuagem no peito do lado esquerdo e uma outra no braço direito. Quem tiver informações sobre o paradeiro dele, pode entrar em contato com a polícia pelos telefones 181 e 197. Não é preciso se identificar.

Segundo a assessoria da Polícia Civil, as investigações sobre o caso estão em curso. O corpo da menina foi encontrado na zona rural da cidade, próximo à Fazenda Bom Jardim e estava com sinais de violência física e sexual. Ela estava desaparecida desde a manhã da última quarta-feira (1º) e havia sido vista pela última vez quando estava a caminho da escola.

De acordo com a perícia, havia uma perfuração no estômago e o coração da criança não foi encontrado. O corpo passou por exames, na noite desta quinta-feira, e foi coletado material genético que será analisado pelo Instituto de Criminalística, em Belo Horizonte. O laudo oficial com a causa da morte está previsto para ficar pronto em 30 dias.

RELEMBRE

A criança sumiu após sair de casa sozinha para ir à escola na manhã dessa quarta-feira (1º). O pai da menina contou à polícia que a filha tinha que voltar para casa às 14h.

Como a criança não apareceu, ele foi até a escola, onde foi informado que a vítima não havia aparecido na instituição. Em seguida, o homem foi atrás do motorista do escolar que levava a pequena para estudar. Ele contou que passou no ponto em que costumava pegar a estudante, mas ela não estava. Após o registro da ocorrência, policiais civis e militares começaram a fazer buscas na cidade.

Fonte - miradouronoticias

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.