DIA DE CAMPO SAFRINHA DA EMBRAPA SERÁ DIA 16 DE JUNHO EM VILHENA

Os produtores e técnicos poderão se preparar para o plantio da safrinha, ou segunda safra, do próximo ano agrícola.
Sexta-Feira, 03 de Junho de 2016 - 10:42

A Embrapa realizará o Dia de Campo Safrinha 2016 no dia 16 de junho, a partir das 8 horas, no Campo Experimental da Embrapa Rondônia em Vilhena, localizado na BR-364, Km 6. O evento é gratuito e a inscrição será realizada no local. Além de aspectos comerciais e técnicos envolvendo a produção de grãos em safrinha, o público também poderá conhecer cultivares de milho, sorgo e girassol para a região. Adicionalmente, a integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e o Sistema Plantio Direto também serão abordados nas estações.

Os produtores e técnicos poderão se preparar para o plantio da safrinha, ou segunda safra, do próximo ano agrícola. Vale ressaltar que a safrinha está ganhando cada vez mais importância na produção brasileira. Ela é chamada assim por ser semeada nos primeiros meses do ano, logo após a colheita da safra principal, ou "de verão", que foi semeada no início da estação chuvosa (setembro a dezembro).

Rondônia é hoje o segundo maior produtor de milho da região Norte, sendo os municípios de Vilhena, Corumbiara, Chupinguaia e Cerejeiras os maiores produtores. De acordo com o pesquisador da Embrapa Rondônia, Vicente Godinho, em Vilhena, por exemplo, mais de 85% da produção de milho é de segunda safra, o que demonstra a importância para a região. De acordo com o 8º Levantamento da Safra de Grãos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab, maio/2016) a previsão para a colheita do milho de segunda safra no país é de uma quebra de 3,1% com relação à safra do ano passado, devendo atingir 52,9 milhões de toneladas.

Integração Lavoura-Pecuária-Floresta e Sistema Plantio Direto

O Dia de Campo também irá abordar o sistema de produção em integração Lavoura-Pecuária-Floresta e o Sistema de Plantio Direto, forma de manejo do solo preconizada pela ILPF e comprovadamente sustentável para conservação do solo e água. Sabe-se que anualmente cerca de 6 milhões de hectares sofrem algum tipo de processo erosivo, impactando negativamente na fertilidade dos solos agrícolas e, consequentemente, na produtividade das lavouras. Só o estado de Rondônia apresenta mais de 4 milhões de hectares aptos à incorporação do Sistema Plantio Direto.

Ressalta-se também a importância da utilização da ILPF para incorporação de áreas de pastagens degradadas em produção de grãos e como possibilidade de recuperação de pastagens, diminuindo a pressão sobre as florestas e aumentando a produtividade da agropecuária.

Fonte - embrapa imprensa

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.