ATÉ QUE ENFIM, OS VIADUTOS TÊM CHANCE DE SEREM CONCLUÍDOS!

O Dnit, órgão (in)competente, responsável pelos viadutos, até agora não conseguiu cumprir nada o que combinou.
Quarta-Feira, 25 de Maio de 2016 - 20:55

As obras já realizadas pelo Exército, em Rondônia, são sempre de qualidade, rapidamente concluídas e dentro do orçamento. Não há suspeitas de nada e a população é atendida dentro das suas necessidades. Não se entende como essa medida não foi pensada antes, já que os viadutos se tornaram motivo de piada e são a prova concreta (com o perdão do trocadilho!), da incompetência dos gestores públicos.  A pergunta que se faz agora é óbvia: o 5º BEC aceitará assumir esse pepino? Em breve saberemos..

O senador Valdir Raupp finalmente deu uma sugestão que ele, o Dnit, o governo federal, o Estado e a torcida do Flamengo já deveriam ter dado há muito tempo: entregar ai ao 5º BEC as obras de conclusão dos viadutos sobre a BR 364, em Porto Velho. Oito anos depois, aqueles arremedos de obras; aquelas construções fantasmagóricas, que ligam nada a lugar nenhum; aquelas porcarias feitas com milhões de reais do dinheiro público jogado no lixo, enfim, terão chance de ficarem prontas, com qualidade, rapidez e sem risco de desvios para a corrupção. O Dnit, órgão (in)competente, responsável pelos viadutos, até agora não conseguiu cumprir nada o que combinou. Causou novamente grande prejuízo a um grupo de empresas, de Rondônia e de outras regiões do país, a cancelar novamente uma licitação, porque exigia que os vencedores da concorrência assumissem os riscos de obras não feitas por antecessores, o que é um abuso e um absurdo. As empresas, que jamais viram seus contratos honrados conforme o combinado e que rezam para receber o dinheiro pelo que já fizeram, sofrerão graves perdas. Mas isso o Dnit não quer saber. Quebrar empresas é com ele mesmo. O lado bom dessa história é a possibilidade do 5º BEC vir a assumir a responsabilidade pelo serviço. Teríamos certeza absoluta de que tudo funcionaria conforme o planejado.

HERMÍNIO CONTRA OS MOINHOS

O deputado Hermínio Coelho continua com sua luta, tal qual Dom Quixote, contra os moinhos, representados pelos preços abusivos das contas de água e energia. Ele preside uma comissão especial que está tratando do tema e quer a colaboração dos consumidores. Hermínio está pedindo que aqueles que considerarem suas contas de consumo da Eletrobras Rondônia (Ceron) e da Caerd exageradas, que as levem a ele, para que possa ter subsídios, para uma ampla denúncia. O parlamentar está buscando cópias de contas de fora do Estado, para comparar. Já tem alguns números impressionantes. No Ceará, por exemplo, onde há seca constante e não a abundância de água como Porto Velho e várias cidades rondonienses, as contas são muito menores do que aqui. No caso da Eletrobras, ele resume tudo: “é uma roubalheira!”.

DEMOCRACIA SÓ PRA ELES!

O que está acontecendo com a verdadeira democracia? Quem perde no voto, quem sai derrotado dentro da lei e da Constituição, ao invés de respeitar o resultado da vontade da maioria, usa todos os meios e subterfúgios para tentar melar o processo democrático. É uma coisa deprimente, porque os que se dizem defensores da lei e da Constituição – e as conhecem profundamente – são os que mais perderam a vergonha, tentando melar resultados límpidos das urnas. É o que está acontecendo (pasmem!), na Unir. Um pequeno grupo, derrotado e humilhado na última disputa pelo grupo liderado pelo reitor eleito Ari Otto, tenta de tudo, inclusive depois da legítima nomeação, mudar o resultado do jogo. Não é lamentável?

RACIOCÍNIO CORRETO

Policiais civis estão em luta por melhores salários. Nada contra, porque reivindicar aumento de salário é digno e merece respeito. O que se questionou, dias atrás, era uma manifestação programada para a feira Rondônia Rural Show, quando a categoria programara uma série de protestos contra o Governo. Num momento em que a economia está em queda, uma feira como a Rural Show é momento de fazer crescer o agronegócio. O que menos se espera de um evento como esse, é que ele seja perturbado por motivações totalmente fora do contexto. Prova de que esse raciocínio está correto é que a Justiça concedeu liminar ao Governo do Estado, proibindo qualquer manifestação de policiais naquele ambiente, mesmo que silenciosa.

TENTATIVA DE INTIMIDAR

Na decisão, o magistrado determinou uma multa de 100 mil reais por  hora, ao sindicato, caso a decisão fosse descumprida. Policiais indignados consideraram um abuso a decisão, mas deveriam cumpri-la,  obviamente, até porque são eles os protetores da lei. Um deles, contudo, se arvorou de dono da verdade e ligou para uma emissora de rádio, inventando que esse colunista teria chamado os policiais de baderneiros, quando comentou o assunto no programa Papo de Redação, dos Dinossauros, na Parecis FM. Bobagem pura! Tentou intimidar um jornalista que está na profissão há 45 anos e que, se tivesse medo, teria trocado de trabalho há muito tempo.

DESTRUINDO TUDO

O vandalismo volta a atacar. Canalhas irresponsáveis estão fazendo agora, o mesmo que faziam quando era o SET o responsável pelo consórcio dos ônibus na Capital: praticando atos de vandalismo dentro dos ônibus. A maioria dos coletivos que compõem o sistema de transporte da Capital já não é essa Brastemp (pelo contrário!) e tudo piora ainda quando os celerados atacam os coletivos, rasgam poltronas, riscam, escrevem palavrões, estragam e causam prejuízos a todos. O que não se entende é como esses marginais não são punidos, já que já não é tão difícil descobrir quem são. Espera-se  que todos esses bandidos sejam colocados atrás das grades.

PERGUNTINHA 

Santa Aline ou só o faz quando os bandidos são corridos à bala?

Fonte - SÉRGIO PIRES

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.