POLÍCIA CIVIL PRENDE MAIS 8 CONDENADOS NA CAPITAL

Entre os dias 17 e 20.05, a Polícia Civil em Porto Velho, através da Polinter, executou o cumprimento de mais seis mandados de prisão. Dia 23.05, cumpriu mais dois.
Quarta-Feira, 25 de Maio de 2016 - 15:42

Foram presos Francinei Ricardo da Rocha, Lucas Oliveira Silva, Brian Moraes Bandeira, Roberto Araújo da Conceição, José Miguel da Silva, Willian da Silva, Antônio Jackson Souza do Nascimento e Neurídes Moreira Bezerra.

Com isso as atividades representam efetiva segurança ao retirar condenados do meio social, como também combate a impunidade pela aplicação da lei.

Francinei teve sua ordem de prisão decretada pela 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, depois de negar provimento ao recurso e considerar, conforme novo entendimento do STF, o início da execução da pena. O caso refere-se ao inquérito policial (IP) 175/2013, gerando o processo 0000069-89-2014.8.22.0701, em segredo de justiça. Sua condenação foi de 9 anos e quatro meses de reclusão em regime fechado.

Lucas foi recolhido devido o mandado de prisão expedido pela 1ª Vara de Delitos de Tóxicos de Porto Velho. Ele foi condenado, em 1ª e 2ª instância, por tráfico e associação para o tráfico, em regime fechado, não sendo informada a pena que ficará preso. A prisão e condenação se deve o IP 162/2013/2DP e processo 0018637-11.2013.8.22.0501.

Brian foi preso por ter sido condenado à pena de 4 anos de prisão em regime aberto, em virtude de ter sido investigado e depois condenado no processo 1415-12.2013.8.22.0701, cujo processo está sob sigilo.

Roberto, por sua vez, foi investigado no IP 1456/2014, gerando o processo 1206.09.2014.8.22.0701, no qual foi condenado à pena de 5 anos e 6 meses de reclusão, no regime semiaberto, não cabendo recurso. O processos está em segredo de justiça.

José Miguel foi condenado por tráfico e associação para o tráfico à pena de 18 anos e 2 meses, em regime fechado, com decisão proferida em 1ª e 2ª instância. Seu caso foi investigado no IP 054/2012/2ªDRE/DENARC, e processado sob o número 0008777-20.2012.8.22.0501. Por este motivo foi preso e recolhido.

Já Willian teve sua prisão decretada e cumprida no processo 0009400-16.2014.822.0501, por ter sido condenado por lesão corporal Qualificada (art. 129, §3º do CP), à pena de 5 anos de reclusão em regime inicial fechado, por se tratar de reincidente.

Antônio Jackson foi preso e recolhido por ter sido condenado à 5 anos e 4 meses de reclusão, no regime semiaberto, pela prática de roubo majorado, em decorrência do IP 4315-2016-PP e processo 18674-67.2015.8.22.0501.

Neurídes foi recolhido em virtude de mandado de prisão condenatório. Ele foi investigado no IP 019/2014 por homicídio qualificado, vindo a ser condenado na 2ª Vara do Tribunal do Júri em Porto Velho, no processo 4871-51.2014.8.22.0501, à pena de 16 anos de reclusão em regime fechado.

Fonte - pcrocomunicacao

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.