News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 13 de Junho de 2021

Livre

EM DIA DE CAMPO, ALUNOS DA UNIR CONHECEM PROJETO DE APOIO À AGRICULTURA FAMILIAR

Ao final da tarde os alunos participaram de uma roda de diálogo para avaliar o dia e sorteio de brindes.
Segunda-Feira, 25 de Abril de 2016 - 16:28

Acadêmicos e professores do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Rondônia - UNIR, Campus de Ji-Paraná, participaram no último sábado (23),  de uma visita ao “Semeando Sustentabilidade”. O projeto, patrocinado pela Petrobras através do programa Petrobras  Socioambiental, é executado pelo Centro de Estudos Rioterra para apoiar o desenvolvimento da agricultura familiar de forma ambientalmente sustentável nos municípios de Itapuã do Oeste, Cujubim e Rio Crespo.

O dia de campo teve início com uma visita à Floresta Nacional do Jamari para conhecer de onde são coletadas as sementes utilizadas na produção de mudas do projeto. Os alunos percorreram a trilha da Pedra Bonita, aprenderam sobre como é feito o processo de identificação e marcação das 500 matrizes (árvores de onde são extraídas as sementes), a coleta e o transporte das sementes.

“Durante a visita fizemos discussões sobre aspectos de conservação da biodiversidade, uso e ocupação do solo na Amazônia e como é possível produzir aliando conservação e desenvolvimento econômico, observando questões ligadas à fixação de carbono, mudanças climáticas e seus impactos para Amazônia e o papel da agricultura nestas questões”, explicou Alexis Bastos, coordenador de Programas do CES Rioterra.

Após essa atividade, os estudantes foram para o Viveiro Municipal de Itapuã do Oeste, local onde é feito o beneficiamento das sementes e a produção de mudas. “Acompanhar como é feito esse trabalho na prática, as questões técnicas e estruturais de produção e manutenção do espaço, foi o que eu achei mais interessante. Na Universidade estudamos mais teoria e conceitos, e vivenciar a prática dá um gosto a mais para trabalhar”, comentou a aluna Luciana Coriolano dos Santos.

O dia de campo terminou em uma propriedade rural atendida pelo projeto com  recuperação de áreas degradadas. Os alunos puderam observar o desenvolvimento  das espécies plantadas há cinco anos. “Há muitas espécies de considerável porte lenhoso, sem contar espécies que surgiram espontaneamente, o que aumenta, por exemplo, a diversidade biológica do ambiente. Outra diferença notável é o solo da área onde houve recuperação para os que estão sob pastagem. É evidente a incorporação de matéria orgânica onde os solos foram recuperados”, disse Janaína D. Alves, educador do CES Rioterra.

Fonte - assessoria

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.