News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 13 de Junho de 2021

Livre

GOVERNO DE RONDÔNIA E ENTIDADES RELIGIOSAS SE UNEM NA PREVENÇÃO ÁS DROGAS EM PORTO VELHO

O assunto foi tratado, nesta terça-feira (15), quando o governador Confúcio Moura foi recebido por pastores de aproximadamente 30 denominações na sede da Igreja Batista Filadélfia, em Porto Velho
Quarta-Feira, 16 de Março de 2016 - 15:12

As igrejas evangélicas participarão conjuntamente com o governo estadual dos trabalhos de prevenção às drogas. O assunto foi tratado, nesta terça-feira (15), quando o governador Confúcio Moura foi recebido por pastores de aproximadamente 30 denominações na sede da Igreja Batista Filadélfia, em Porto Velho. Confúcio também apresentou, conforme tinha prometido às lideranças religiosas, a agenda de obras para ser desencadeada na capital.

O encontro foi  articulado com Conselho de Ministros Evangélicos de Porto Velho (Comep). Segundo o presidente da entidade, Aluízio Vidal, os pastores têm contato direto com parcela significativa da sociedade e podem levar informações sobre as ações governamentais. “Muitas vezes os fatos não chegam às pessoas na forma como aconteceram. O contato com o governador e sua equipe foi importante para sabermos o que está sendo feito em favor da população”, avaliou.

O governador apresentou o superintendente estadual de Políticas sobre Álcool e Drogas, Waldo Alves,  a coordenadora metropolitana de Ações Urbanísticas, Nanci Rodrigues, e a secretária estadual de Assistência e Desenvolvimento Social, Valdenice Domingos, e cada um mostrou as iniciativas das respectivas pastas para atender as demandas do município.

DROGAS

Waldo Alves mostrou a estrutura do órgão que dirige e definiu como estratégica a participação das igrejas na prevenção às drogas, uma vez que os pastores estão mais próximos das famílias. O superintendente enumerou projetos em execução e esclareceu que há um edital convocando instituições para que prestem tratamento aos dependentes químicos, por exemplo.

Há, segundo Waldo, outros segmentos na Sepoad que atuam no acolhimento aos moradores de rua e que arregimenta apenados como mão de obra para a produção de material para obras públicas.

Pastores quiserem saber como contribuir para que o atendimento aos dependentes químicos seja fortalecido a partir da intervenção das igrejas  e foi informado que existe legislação que trata do assunto e que precisa ser atendida.

HABITAÇÃO

Na pasta da Assistência e Desenvolvimento Social, a secretária Valdenice apontou o complexo habitacional Orgulho do Madeira como o grande desafio do momento. Em pouco tempo estarão nas casas e apartamentos 16 mil pessoas, mais que toda a população do município de Campo Novo (14 mil moradores), cidade de origem da secretária. “Precisamos levar uma estrutura à altura para que aquelas famílias não sofram mais tarde”, revelou.

O condomínio Orgulho do Madeira, situado na zona leste da cidade, começa a ser habitado por famílias pobres, famílias que sofreram com a enchente histórica do rio Madeira, idosos, mães solteiras e portadores de deficiência. Confúcio Moura explicou que o governo marcará presença no local antes que todos os imóveis estejam ocupados. “Não é possível deixar para depois. No futuro pode ser tarde demais”, argumentou.

Para o condomínio estão em andamento planejamentos na área de segurança pública, urbanização das áreas do entorno e preparação para que os moradores tenham alternativas de subsistência. “Não é emprego, é de renda que eles precisarão”, acrescentou Confúcio Moura.

ASFALTAMENTO

A respeito da infraestrutura do município, a coordenadora de ações urbanísticas Nanci Rodrigues detalhou que estão em andamento obras de melhorias da cidade em forma de asfaltamento e limpeza de ruas, que tem a prefeitura como parceira.  Em resposta a um questionamento a respeito dos serviços em uma localidade, ela explicou que a equipe atua em bairros completos e não em ruas específicas.

Ao final da reunião, Confúcio falou sobre as expectativas em relação à economia regional. A previsão, segundo ele, é que o IBGE aponte, no próximo levantamento, que Rondônia teve crescimento positivo acima de 2%, num momento em que estados maiores não conseguem honrar compromissos básicos e se desenvolver. A situação do estado, acrescentou o governador, é o resultado de ajustes firmes e regulares para manter as contas em situação favorável.

Fonte - secom - governo de rondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.