News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 06 de Maio de 2021

Livre

POLÍCIA FEDERAL FAZ OPERAÇÃO NA CASA DE LULA

A 24ª fase da Lava Jato investiga crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e outras irregularidades ligadas ao esquema criminoso relacionado à Petrobras.
Sexta-Feira, 04 de Março de 2016 - 07:36

São Paulo - A Polícia Federal faz, nesta sexta-feira, uma operação no prédio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de seu filho, Fábio Luiz Lula da Silva, o Lulinha.

A PF chegou à casa de Lula, em São Bernardo do Campo, às 6 da manhã e permanece no local. A ação faz parte da 24ª fase da operação Lava Jato. Cerca de 200 agentes da Polícia Federal e 30 auditores da Receita Federal trabalham em 44 mandados judiciais: 33 deles são de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva (sendo Lula um deles) na Bahia, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

A 24ª fase da Lava Jato investiga crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e outras irregularidades ligadas ao esquema criminoso relacionado à Petrobras. A operação foi batizada de Aletheia, em referência a uma expressão grega que significa busca da verdade,

Dez agentes federais estão na portaria da casa de Lula enquanto quatro carros entraram na garagem do prédio. O ex-presidente Lula é alvo de mandado de busca e apreensão e de condução coercitiva (será obrigado a prestar esclarecimentos à PF), de acordo com informações divulgadas pela Globo News.

Em São Paulo, a PF está na casa do filho do ex-presidente Lula, Lulinha, em Moema, na sede do Instituto Lula e na Odebrecht. A operação também engloba mandados no Guarujá e em Atibaia, onde estão o tríplex e o sítio, imóveis frequentados por Lula.

Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, o presidente do Instituto Lula e amigo do ex-presidente, Paulo Okamoto, também é um dos alvos de condução coercitiva da operação.

Efeito Delcídio

A nova fase da Lava Jato acontece um dia depois da delação premiada de Delcídio Amaral. O senador contou à Polícia Federal que Lula ofereceu propina para que o ex-diretor internacional da Petrobras, Nestor Cerveró, e outras testemunhas permanecessem em silêncio.

De acordo com reportagem publicada pela revista IstoÉ, com detalhes da delação premiada, Delcídio também revelou que a presidente Dilma Rousseff tentou interferir na Operação Lava Jato através do Judiciário.

Fonte - http://exame.abril.com.br/

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.