News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Segunda-Feira, 17 de Maio de 2021

Livre

SEJUS ABRE 12 PROCESSOS DE SINDICÂNCIAS CONTRA AGENTES PENITENCIÁRIOS E SERVIDORES DE RONDÔNIA

Os processos vão investigar desde conduta de agente penitenciário que saiu para almoçar e não retornou ao posto até assistente social que teria se manifestado política-sindical e de cunho econômico nas dependências da Escola de Estudos e Pesquisas Penitenciária de Rondônia (Esep).
Terça-Feira, 16 de Fevereiro de 2016 - 09:20

Doze portarias autorizando aberturas de sindicâncias foram publicadas pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (SEJUS) no Diário Oficial do Estado (DOE) N° 26/2016. Os documentos foram assinados por José Marcus Gomes do Amaral, Secretário adjunto da Sejus.

Os processos vão investigar desde conduta de agente penitenciário que saiu para almoçar e não retornou ao posto até assistente social que teria se manifestado política-sindical e de cunho econômico nas dependências da Escola de Estudos e Pesquisas Penitenciária de Rondônia (Esep).

Cadê, Cadê?

A Portaria n.º 022/2016, informa que foi aberto processo administrativo disciplinar em desfavor do agente penitenciário de inicias [S.R. A] que teria se apossado de uma arma de fogo modelo PT. 40, 01(um) carregador e 11 (onze) munições, para uso particular, pertencente ao quadro de armamento da unidade, devolvendo em outra data, porém, com apenas 04 (quatro) munições ao invés de 11(onze).

Ao erro!

A Portaria n.º 023/ 2016 abre processo contra o agente penitenciário [U.C.G.D.S] que teria duas faltas no mês de outubro de2015 e o mesmo assinou a folha de ponto cheia, com meio de induzir a direção ao erro.

Almoço custoso

A Portaria n.º 025/2016 abre processo contra o agente penitenciário [A.X.M] que se ausentou do plantão alegando que iria comprar o seu almoço, porém não retornou ao seu lugar de trabalho.

Vendendo o “peixe”

A Portaria n.º 030/2016 abre processo em desfavor da assistente social [G.R.L] que teria autorizado pela mesma, dois senhores da imobiliária Ribeiro para palestrar aos alunos sobre projeto habitacional que contava com sua participação e de entidade sindical. Foi informada a assistente social a impossibilidade de tal ato, haja vista que a Sejus veta qualquer manifestação de cunho econômico, político sindicais nas dependências da Esep.

Fique mulher!

A Portaria n.º 033/2016 abre processo contra a agente penitenciária [D.D.S.S]. Conforme consta nos relatos a servidora não coopera para o bom desenvolvimento das atividades designadas a mesma na unidade, e que não cumpriu com sua carga horária que se encerrava às 18 horas, abandonando o posto de serviço as 15h30mim sem autorização da direção.

Educador bravo

A Portaria n.º 034/2016 informa que foi aberto processo administrativo disciplinar em desfavor do socioeducador [M.S.D.A]. Usando os termos de declaração colhidos pela Corregedoria Geral da SEJUS, em diligência na Unidade de Internação, o menor em conflito com a lei [G.B.S.M.M] acompanhado de sua mãe, relatou ter sofrido agressões físicas do socioeducador.

Assertivo?

Já a Portaria n.º 035/2016 diz que foi aberto processo administrativo disciplinar contra o agente penitenciário [I.B.L.D.S] referente a faltas e atrasos em seu horário de serviço.

A prova

A Portaria n.º 036/2016 abre processo contra o agente penitenciário [O.M]  estava lotado na Casa de Detenção José Mario Alves da Silva, que o agente chegou para compor o plantão as 07h55min e comunicou ao chefe de segurança que se ausentaria pois tinha que fazer uma prova no período da manhã, mas que ao meio dia estaria de volta a unidade, fato que não ocorreu pois o mesmo só retornou as 16h50min quando foi comunicado pelo diretor geral que este já estava com falta.

Ao erro II

A Portaria n.º 051/2016 comunica que foi aberto o processo contra o agente penitenciário [A.J.D.L.N] versando sobre 03 (três) faltas no mês de setembro de 2015 e assinou a folha de ponto cheia, com meio de induzir a direção ao erro.

Atenda a ordem, homem!  

Na Portaria n.º 052/2016 a Sejus abriu processo em desfavor do agente penitenciário [L.N.D.M.L] que deixou de atender requisição da autoridade policial, no sentido de apresentar arma de fogo que atingiu apenado, referente aos autos de IP n. 064/2015/DEDCSP, inclusive, o IP é procedimento de interesse da Corte Interamericana de Direitos Humanos, sob a alegação que o presídio não dispunha de outra para substituição.

Barbeiro no trânsito

A Portaria n.º 053/2016 informa que foi aberto o processo contra o agente penitenciário [V.D.S.L] pertencente a frota da Secretaria de Justiça invadiu a preferencial lesionando um senhor. A vítima ingressou ação de indenização por danos morais e matérias em face do Estado de Rondônia.

Meritíssimo

Por fim, a Portaria n° 054/2016 diz que foi aberto processo disciplinar em desfavor do agente penitenciário [R.N.A.D.S] que deixou de cumprir determinação oriunda do Juiz de Direito Substituto da Vara de Execuções Penais, vez que foi solicitado a Penitenciária [E.M.R], relatório de segurança e não fora atendido nem justificado o motivo pelo não atendimento da solicitação. 

Fonte - NEWSRONDONIA

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.