News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Sabado, 17 de Abril de 2021

Livre

TÁ NA LENTE: GAROTO DE 13 ANOS QUE MATOU MENINA DE 12 PARA ROUBAR CELULAR É APREENDIDO E DIZ NÃO ESTAR ARREPENDIDO

A prisão do menor, que matou para roubar um aparelho celular, ocorreu na residência dele, na zona leste da Capital.
Segunda-Feira, 28 de Dezembro de 2015 - 18:28

Porto Velho, RO – Na tarde desta segunda-feira (28), Policiais Civis apreenderam o adolescente de 13 anos, sendo ele acusado de ter matado com um tiro a pequena Brenda dos Santos da Costa, de 12 anos. O crime ocorreu no último dia 22, na Rua Policial Gusmão, Bairro Cuniã, zona leste da Capital.

O CRIME

O menor teria pedido a um suposto amigo de nome João Vitor, um revólver calibre 38 e uma bicicleta, pois estaria sem dinheiro e queria comprar roupas novas para o Natal. Após conseguir o armamento e o veículo, o infrator saiu em busca de uma vítima e na Rua Policial Gusmão avistou duas garotas, sendo Brenda e sua irmã, de 19 anos, que estava com um bebê no colo.

O adolescente então teria engatilhado a arma e anunciado o roubo, exigindo que Brenda lhe entregasse o celular. A vítima então teria pedido para que pudesse ao menos retirar o chip e quando estaria retirando tal item, o suspeito agiu e puxou o celular da mão da menina, vindo a disparar um tiro que atingiu o tórax de Brenda. Em seguida, o infrator fugiu tomando rumo ignorado. A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu logo após dar entrada da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da zona leste da Capital.

A APREENSÃO

Logo após o crime, o caso foi encaminhado para a Delegacia de Patrimônio, cuja Diretora Drª Rosileide Lima, de imediato deu início aos trabalhos de investigação. Em menos de uma semana a equipe de Policiais Civis conseguiu descobrir o local onde o suspeito residia. Em deslocamento até a casa do menor, na Rua Higienópolis, Bairro Mariana, os policiais conseguiram lhe localizar e dar a devida voz de apreensão. 

O DEPOIMENTO

De acordo com a Drª Rosileide Lima, durante o depoimento do menor infrator, ele demonstrava tranquilidade e frieza. O pai do menor ficou abismado ao saber dos detalhes do ocorrido e demonstrava um misto de fúria e tristeza ao ouvir os relatos do filho. “Ele era bastante frio, disse que não estava arrependido do crime e que não sentiu nada depois do ocorrido” declara a Drª.

Após o depoimento o adolescente foi encaminhado para o Centro do Menor Apreendido, onde deverá ficar aguardando julgamento. O tio da vítima estava na Delegacia e bastante emocionado disse:

Fonte - Júlio Malta - NewsRondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.