News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 04 de Março de 2021

Livre

RONDÔNIA PERDE OUTRO GRANDE PERSONAGEM DA SUA HISTÓRIA

Um país que chegará ao final do ano com um déficit de quase 100 bilhões de reais, não está, na prática, tecnicamente quebrado?
Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2015 - 08:06

A morte de Paulo Moraes enlutou Rondônia. Ele se tornou popular, um líder incontestável nos meios policiais e tinha um tino para a política como poucos. Foi mentor da candidatura de sua esposa, Sandra, eleita vereadora e que chegou a presidir a Câmara Municipal. Há pouco, Paulo foi fundamental para a eleição do seu filho mais novo, Léo Moraes, que em seu primeiro mandato de deputado já se destaca na Assembleia, a tal ponto que está com seu nome lançado entre os pré candidatos à Prefeitura da Capital. Paulo Moraes nasceu no interior do Paraná, mas era mais gaúcho que paranaense e muito mais rondoniense do que qualquer coisa. Desde que aqui chegou, como delegado de polícia, construiu uma carreira sólida, respeitada, de liderança entre seus companheiros. Era, para muitos policiais, seus companheiros, um verdadeiro líder. Para a bandidagem, contudo, foi um policial duro. Moraes envolveu-se em confusões, dessas comuns na política, mas jamais arredou pé dos seus princípios. Era um relações públicas nato, que nasceu para as atividades complexas da política, mas também um duro adversário para seus inimigos. Teve dois mandatos como deputado e, como secretário de segurança no governo Cassol, durante três anos, deixou sua marca no setor.

Fumante inveterado, pouco cuidou da saúde. Foi a vida de tensão, de batalhas constantes, foi o fumo e o stress que o minaram, levando-o muito cedo, aos 58 anos. Deixa uma família inconsolável, muitos amigos e também adversários da sua vida como político e policial. Tinha defeitos, como todos os temos, mas foi um paranaense/gaúcho que encontrou seu caminho, suas realizações, sua grandeza e os melhores momentos da sua vida, como rondoniense. Recebeu muito da coletividade, mas durante toda a sua vida deu muito também. Vai fazer muita falta.

AGORA VAI DAR CERTO?

Dois senadores (Valdir Raupp e Acir Gurgacz); um deputado federal (Lúcio Mosquini); 15 deputados estaduais, liderados pelo presidente Maurão de Carvalho: o time ainda tem uma senadora e dois deputados do Amazonas. Participam também empresários, representando o PIB rondoniense, como o vice presidente da Fiero, Adélio Barofaldi. Há duas umas dezena de convidados e jornalistas. Toda essa gente chegou a Manaus depois de uma longa viagem, para pressionar o governo a terminar as obras da BR 319, uma rodovia vital para quase 4 milhões de habitantes da Amazônia e que há 40 anos está semi abandonada. Há chance de que, dessa vez,a obra ande?

OS PEQUENOS GANHAM

Em relação à BR 319, ela será de grande importância para os amazonenses, mas também para a economia de Rondônia. Se abrirá um mercado de mais de 1 milhão e meio de consumidores que podem receber nossa produção, principalmente das pequenas propriedades,  um custo  mais baixo e entrega muito mis rápida o que é hoje, via fluvial. Para o Amazonas, que pouco produz,  contrapartida será também muito positiva. Se nossas autoridades conseguirem dobrar os que realmente mandam por aqui, quem sabe esse nosso velho sonho de termos uma ligação por terra entre as duas Capitais finalmente não se realizará?

CRISE? QUE CRISE?

Quando se fala em crise que está corroendo a maioria dos municípios brasileiros e rondonienses, é sempre bom não se generalizar. Há prefeitos e administrações que, mesmo com todas as dificuldades, estão conseguindo crescer e dar à população serviços e investimentos e qualidade. Ji-Paraná é exemplo claro disso. Além da inauguração de duas escolas, na mesma semana (uma delas, gigantesca, é o Colégio Padrão, que atenderá estudantes em turno integral), o município investiu 1 milhão e 200 mil reais em materiais e equipamentos para escolas, incluindo desde computadores a aparelhos de ar condicionado.

E  DEMOCRACIA?

O senador acriano Sibá Machado precisa ser contido, em sua violência. Merece ao menos um puxão de orelhas do Conselho de Ética do Congresso. Além de falar uma sucessão de bobagens, como aquela em que acusava a CIA americana de estar por trás dos movimentos populares nas ruas contra o governo do PT, agora partiu para ameaças de agressão contra os adversários. Nesta semana, enquanto um grupo de jovens protestavam contra a Presidente Dilma Rousseff e pedia seu impeachment (dentro do que concede a democracia), Sibá avisou, aos berros,  que reuniria um grupo de petistas para dar uma peia nos opositores. Uma vergonha!

ESCUTA ILEGAL

Rolo daqueles grandes. O vereador João Rossi Júnior, presidente da Câmara Municipal, chamou a polícia e o Ministério Público, para denunciar um grave crime. Na sala dele, foi descoberto um equipamento eletrônico de escuta telefônica.  Segundo o presidente, estão ocorrendo simultaneamente duas CPIs e duas Comissões Processantes. Deu pra entender? Embora não queira acusar ninguém sem provas, o presidente deixou claro que a escuta implantada  de forma criminosa no seu gabinete  pode ter algo a ver com essas investigações que a Câmara realiza. PF e Ministério Público já estão na jogada, para descobrir quem cometeu o crime...

PERGUNTINHA

Um país que chegará ao final do ano com um déficit de quase 100 bilhões de reais, não está, na prática, tecnicamente quebrado?

Fonte - Sérgio Pires - Opinião de Primeira

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.