News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 28 de Fevereiro de 2021

TÁ NA LENTE: SISTEMA PENITENCIÁRIO EM ARIQUEMES PEDE SOCORRO

Na parte da carceragem está ainda pior, pois aproximadamente oito celas estão sem vasos sanitários e os internos fazem suas necessidades direto no cano do esgoto, situação que fere a dignidade humana.
Quinta-Feira, 22 de Outubro de 2015 - 16:12

Ariquemes, RO - Mais uma denúncia sobre o caos no serviço carcerário chega à Redação do Jornal NewsRondônia. Não e de hoje que o sistema penitenciário em Ariquemes está um caos, mas nos últimos tempos piorou muito além do que todos já sabem, que é a falta de equipamento na unidade, e está muito pior. Todos sambem que existe um programa do Governo do Estado chamado PROGESP que é enviado o valor de R$ 8.000,00 a cada 3 meses e esse dinheiro não vale para construção e somente para a manutenção e conservação das unidades Prisionais de todo Estado.

Mas em Ariquemes até hoje não dá para saber onde esse dinheiro foi aplicado pois os exaustores não tem cadeados, são usadas sacolas plásticas para isolar os fios que estão todos expostos, painéis de energia sem tampa e precisando de reparos todos os extintores de incêndio estão vencidos há mais de um ano, a cozinha da unidade está com o forro caindo, os alojamentos estão com as paredes descascadas e infiltração. Os vidros das portas e janelas estão quebrados, os banheiros sem condições razoáveis de uso e bueiros sempre vazando.

Na parte da carceragem está ainda pior, pois aproximadamente oito celas estão sem vasos sanitários e os internos fazem suas necessidades direto no cano do esgoto, situação que fere a dignidade humana. Grades enferrujadas ou emperradas são outros problemas e a direção não toma providências. Vale ressaltar que  há vários meses os apenados não recebem o kit higiene, e mesmo a Unidade recebendo R$ 8.000,00 a cada 3 meses, água para beber, detergente e papel higiênico são comprados pelos plantonistas.

"Os servidores trabalham em uma unidade com tantas necessidades e o Diretor está preocupado em construir mais 3 celas usando mão de obra dos internos, isso sem nenhum equipamento de segurança (luvas, capacete óculos) uma obra clandestina sem engenheiro e sem o aval do CREA, seria muito mais fácil manter e dar manutenção no que já tem a construir um puxadinho de maneira clandestina" declara o denunciante. Já o Sistema de Monitoramento Eletrônico não funciona o que mais se vê pelas ruas são presos monitorados, em bares ou fazendo uso de substancias entorpecentes pelas praças da cidade, até no "forró" se vê monitorados, sem contar que a policia quase todos os dias prende indivíduos fazendo uso do equipamento eletrônico.  

Os servidores da SEJUS em Ariquemes estão revoltados com a atual direção, Gerentes e com o Secretário de Justiça e aguardam melhorias para que possam realizar um trabalho com condições dígnas.

Fonte - Júlio Malta - NewsRondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.