News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2021

NA CBF, REPRESENTANTE DE ATLETAS DIZ QUE VAI ATÉ A JUSTIÇA CONTRA LIGA SUL-MINAS-RIO

A Liga Sul-Minas-Rio conta hoje com 15 clubes e ainda o interesse de diversos outros em entrar, caso do Goiás e de um bloco de times da Série B
Terça-Feira, 20 de Outubro de 2015 - 16:12

O passo atrás dado pela CBF quanto ao apoio à criação da Liga Sul-Minas-Rio causou polêmica entre os clubes, e nesta terça-feira o site oficial da entidade que rege o futebol brasileiro deu espaço para o presidente da Federação Nacional dos Atletas Profissionais (Fenapaf) mostrar-se contra o campeonato.

Em gravação feita pela CBF TV, Rinaldo Martorelli afirmou que o calendário da nova liga coincide com o dos estaduais, que têm previsto seu início em janeiro.

"O que a gente está percebendo é que (com) o final do campeonato agora em dezembro e a proposta da Liga Sul-Minas no começo de janeiro com início simultâneo dos estaduais vai haver uma sobreposição de datas, e isso nos preocupa. E essa preocupação redunda que a gente vá buscar até mesmo os tribunais para que a preservação do direito do atleta seja observada e respeitada", prometeu.

No site da Fenapaf também há uma nota sobre a Liga Sul-Minas-Rio, e a representante dos jogadores é mais incisiva em sua posição: "Esperamos que a Liga não se viabilize em detrimento de conquistas recentes dos atletas: período de férias, pré-temporada e intervalo de jogos são conquistas inegociáveis para a nossa categoria".

"A solução dos problemas do futebol brasileiro, que têm em sua origem a incompetência de dirigentes irresponsáveis, não contará com mais sacrifício dos atletas, que já pagam grande parte desta conta em jornadas desumanas, como jogos em temperatura ambiente muito acima do tolerável, bem como com viagens que chegam a 6/7 horas. Mobilizaremos a categoria com recomendação de paralisação das atividades se o calendário não respeitar os direitos adquiridos, registre-se: à custa de muita luta e espera", afirma o comunicado da Fenapaf.

Entenda o caso

Na última segunda-feira, pressionada pela federação carioca (FFERJ) - que está em guerra contra Flamengo e Fluminense -, a CBF voltou atrás e propôs ao CEO da Liga Sul-Minas-Rio, Alexandre Kalil, uma assembleia geral ao lado das entidades estaduais, dentro de uma semana, para confirmar o campeonato. A sugestão foi feita em reunião no Rio de Janeiro e rejeitada prontamente pelo ex-presidente atleticano.

Na próxima sexta, um encontro entre os membros fundadores da nova liga será realizada em Belo Horizonte e não está descartada nem mesmo uma mudança no formato inicial de cinco datas. Uma das possibilidades é que a competição venha agora a ser disputada em 19 datas, se desenrolando ao longo de todo o primeiro semestre.

A Liga Sul-Minas-Rio conta hoje com 15 clubes - América-MG, Avaí, Atlético-MG, Atlético-PR, Chapecoense, Coritiba, Criciúma, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Joinville e Paraná - e ainda o interesse de diversos outros em entrar, caso do Goiás e de um bloco de times da Série B.

Fonte - ESPN

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.