News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 28 de Fevereiro de 2021

CASSOL ENTRA NA BRIGA PARA SALVAR MILHARES DE VIDAS

A mobilização, em que o senador e ex governador realizou no Congresso, certamente ajudou na decisão do STF de determinar a liberação do remédio para todos os doentes que o procuram.
Sexta-Feira, 16 de Outubro de 2015 - 09:01

O senador Ivo Cassol comprou mais uma briga, mas essa, se ele ajudar a vencer, pode representar milhares de vidas salvas. A questão envolve a produção de um novo medicamento contra o câncer, à base de fosfoetanolamina (ou fosfoamina) sintética. Descoberta por pesquisadores da USP, campus de São Carlos, a substância, ainda experimental, teria acabado com tumores de vários tipos de câncer. Pessoas que estavam já com a doença em estágio avançado, começaram a ter melhoras surpreendentes, graças à nova substância. Tem mais: enquanto há alguns medicamentos importados dos Estados Unidos que podem custar até 240 mil reais um pequeno vidro com cinco comprimidos, uma pílula do novo medicamento brasileiro custa exatamente 10 centavos. Cassol luta no Senado para que o novo medicamento seja liberado, sem necessidade de que se recorra à Justiça, já que seu uso não está aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A mobilização, em que o senador e ex governador realizou no Congresso, certamente ajudou na decisão do STF de determinar a liberação do remédio para todos os doentes que o procuram.

“A pesquisa já foi  feita e o medicamento já está sendo usados por seres humanos. Já temos mais de mil pacientes de todo o país,  que o utilizaram e estão curados. Queremos um depoimento mais forte do que isso?”, questionou Cassol, ao ser perguntado sobre a importância da liberação do remédio criado por brasileiros. Cassol informou ainda que a fosfoetanolamina será tema de audiência pública conjunta das Comissões de Assuntos Sociais, de Ciência e Tecnologia e de Direitos Humanos, no dia 29 próximo, no Senado. Pesquisadores e representantes da Anvisa e do Ministério de Ciência e Tecnologia participarão da audiência. Será que nossos pesquisadores encontraram, enfim, a cura do câncer?

PRODUÇÃO E DEMANDA

Sobre o assunto, ainda, é impressionante a sucessão de depoimentos de pessoas doentes e de familiares de doentes, que já tinham perdido a esperança e que só a reconquistaram depois do uso  da nova fórmula. São histórias quase inacreditáveis de velhos, jovens, adultos, crianças, alguns que já estavam praticamente entrando na fase terminal do câncer e que estão bem, a maioria curada. O maior problema, daqui para a frente, será a USP conseguir produzir os remédios numa velocidade que possa atender a demanda. Hoje, não há qualquer chance de que isso ocorra a curto prazo.

NOVO FLAGRANTE

Enfim, depois de longos anos, a Câmara Federal deu um modesto, mas importante pass, para a mudar a lei que só beneficia criminosos. A Comissão de Constituição e Justiça aprovou projeto que pode diminuir a impunidade. Foi aprovado uma nova modalidade de flagrante, chamado de "flagrante provado”, que é quando o autor é encontrado pouco tempo depois do crime. A partir de agora, basta reconhecimento da vítima, testemunha do crime, ou então que o próprio criminoso confesse para que ocorra a prisão. O projeto percorrerá ainda longo caminho, mas se for aprovado, já é um avanço...

FALTARAM 9 MILHÕES

Empresário conta que as obras da Rua da Beira estão paralisadas novamente por falta de pagamento. Segundo ele, são oito medições atrasadas, sem que o Estado regularize a situação. O valor em atraso, há vários meses, seria de cerca de 9 milhões de reais. A mesma fonte diz que a empresa contratada para executar os serviços,  além de outras subcontratadas para determinados trabalhos, seguiu em frente até onde foi possível, utilizando recursos próprios, mas que chegou num momento que não deu mais para manter esse sistema.  Não há previsão de quando as obras feitas serão pagas e nem quando elas recomeçarão.

PROMESSA DO DNIT

O deputado Doutor Neidson, de Guajará Mirim, distribuiu, através de sua assessoria, informação vinda do Dnit, anunciando o pagamento atrasado das obras da BR 425, ligando a 364 até a cidade. Faltando pouco menos de 10 por cento dos trabalhos, a empreiteira parou a obra também por falta de pagamento, dessa vez do Governo Federal. Neidson, é claro, está comemorando a boa nova, porque sabe da importância da conclusão do trabalho para sua comunidade e toda a região de fronteira. O problema é que tem que se cortar a alegria do nobre parlamentar e avisar: promessa do Dnit raramente é cumprida. Pode ser que nesse caso...

FIM DA ALEGRIA

Durou pouco a alegria de centenas e centenas de rondonienses que estavam indo ou se preparando para ir para a pequena cidade de Pontes de Lacerda, perto da fronteira com Rondônia. Lá foi descoberto o maior veio de ouro do país, comparando-se à Serra Pelada. Depois de pouco mais uma semana em que várias pessoas ganharam verdadeiras fortunas, comprovadas com fotos de grandes pepitas retiradas de uma área próxima à cidade, o Ministério Público Federal conseguiu com que a Justiça mandasse fechar todos os acessos à mina. Ninguém mais entra e quem está lá tem que sair. Garimpeiros e aventureiros de todo o Brasil já estavam se reunindo por lá. Ouro tem. Mas agora o garimpo é ilegal.

PERGUNTINHA

Com a decisão do Tribunal de Justiça de conceder liminar proibindo o pagamento da produtividade aos agentes de trânsito, como ficará o salário final deles, que pode  ser reduzido a menos da metade?

Fonte - Sergio Pires

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.