News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2021

COMER CARNE FAVORECE CÂNCER? VEJA MITOS E VERDADES DA DIETA VEGETARIANA

Em média, para digerir proteína encontrada em alimentos de origem animal.
Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2015 - 10:41

O ator Dado Dolabella deu o que falar ao associar a morte da atriz Betty Lago e a do Gaúcho da Copa, ambos vítimas de câncer, ao consumo de carne. Ele se diz vegano, ou seja, não come e nem consome nada de origem animal (carne e alimentos feitos com leite e ovo). Ele chamou os carnívoros de "uma sociedade hipócrita e doente".

Será que quem não come carne tem menos chances de ter câncer? Comer apenas alimentos de origem vegetal torna uma pessoa mais saudável? Os vegetarianos são mais magros?

Os nutrólogos José Alves Lara Neto, vice-presidente da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia), Andrea Pereira, do departamento de Oncologia do Hospital Albert Einstein, e a nutricionista Regina Moraes Teixeira esclarecem as dúvidas.

Comer carne aumenta a chance de ter câncer?

PARCIALMENTE VERDADE. Tudo vai depender da quantidade e de como essa carne é preparada. "Comer mais de meio quilo por semana aumenta risco de câncer, porque mesmo a carne magra tem gordura. Além disso, carnes preparadas em churrascos absorvem substancias cancerígenas contidas no carvão", conta Andrea Pereira.

A dieta vegetariana emagrece?

MITO. Apesar de uma dieta rica em vegetais ajudar a emagrecer, se o vegano ou vegetariano exagerar nos carboidratos e doces eles podem ser tão obesos quanto uma pessoa que ingere alimentos de origem animal.

Comer carne é natural da espécie humana?

VERDADE. Segundo Lara Neto, há estudos que mostram que o humano se desenvolveu melhor depois que começou a comer carne cozida, com a descoberta do fogo. Andrea Pereira afirma ainda que nosso intestino mede sete metros, em média, para digerir proteína encontrada em alimentos de origem animal.

Vou viver mais se não comer carne?

MITO. Não é necessariamente o aporte de carne que faz viver mais ou menos, mas a quantidade e a qualidade do que se come em geral. Por outro lado, uma dieta com menos carne tende a diminuir o colesterol, a taxa de triglicerídeos e a chance de diabetes. Cada organismo tem suas particularidades e também depende das condições do ambiente em que vive.

Dieta vegetariana é a mais saudável?

MITO. A dieta vegetariana é considerada saudável quando feita de forma equilibrada, com supervisão médica, mas não é necessariamente mais saudável do que outras. Há pesquisas que apontam a dieta mediterrânea como a mais saudável e ela tem como base peixes, massas e azeite. Uma dieta equilibrada aliada a exercícios físicos ajudam a manter um estilo de vida saudável.

Vegetarianos e veganos têm mais anemia?

PARCIALMENTE VERDADE. A absorção do ferro é o segredo para evitar a anemia. Mas, mesmo o ferro contido na couve (o "bife" dos veganos e vegetarianos) nem sempre é absorvido da forma correta. Para evitar o 'desperdício', é necessário reforçar a ingestão de vitamina C com frutas ou sucos de laranja e limão, que ajudam na absorção do ferro. Se isso não resolver, será preciso recorrer à suplementação.

A proteína animal faz falta no organismo?

MITO. Tudo depende de como se come essa proteína e quantidade ingerida, afirma Regina Moraes Teixeira. Lara Neto acrescenta que há outras fontes de proteína como as castanhas, cogumelos e queijos feitos sem leite de vaca, que podem ajudar a suprir as proteínas encontradas em alimentos de origem animal.

Tenho que tomar suplemento?

PARCIALMENTE VERDADE. Quem não come alimentos de origem animal perde uma importante forte de ferro e vitamina B12. No caso do ferro, há legumes e verduras que contém a substância, mas ela não é tão facilmente absorvida pelo organismo como a encontrada na carne. No entanto, o suplemento só deve ser tomado quando houver comprovação clínica da sua necessidade.

Crianças não devem adotar essas dietas?

MITO. Não é que uma criança não possa deixar de ingerir alimentos de origem animal, mas ela só pode adotar esse hábito com a supervisão de um especialista, pois tem uma necessidade maior de nutrientes que adultos. "Sem proteína, a criança cresce menos e a deficiência de ferro pode comprometer o desempenho escolar", diz Lara Neto.

Fonte - uol

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.