News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Sabado, 06 de Março de 2021

DEPUTADO JESUÍNO BOABAID COBRA ESCLARECIMENTOS SOBRE OBRAS PARALISADAS

O parlamentar declarou ainda que a SEAS deve requerer junto à Caixa Econômica Federal, os projetos dos empreendimentos e os encaminhá-los para a Assembleia Legislativa.
Terça-Feira, 22 de Setembro de 2015 - 14:22

Em reunião realizada na manhã desta terça-feira (22) pela Comissão de Habitação e Assuntos Municipais foram debatidos alguns pontos sobre a invasão de populares em dois condomínios localizados na cidade de Jaru – RO. A Secretária Valdenice Domingos, da Secretaria Estadual de Assistência Social (SEAS) esteve presente no ato.

A Assembleia Legislativa recebeu denúncia de que a justiça teria mandado retirar várias famílias que estariam ocupando dois condomínios que estavam com as obras paralisadas há certo tempo. Trata-se do Residencial Primavera e Residencial Jardim Europa. De acordo com Valdenice, a justiça embargou as obras quando a Prefeitura iria realizar a abertura do processo de inscrição. “O processo demora meses desde a inscrição até a entrega das casas para as pessoas beneficiadas” relata a Secretária. Valdenice relatou ainda que ambos os condomínios já haviam sido invadidos outras duas vezes.

Após ter ciência de que houve contra partida do Governo do Estado nestes condomínios, o Deputado Jesuíno Boabaid (PTdoB) afirmou que é preciso ter cópia dos contratos e projetos. “A coisa não está fluindo como deveria” afirmou Boabaid. O parlamentar declarou ainda que a SEAS deve requerer junto à Caixa Econômica Federal, os projetos dos empreendimentos e os encaminhá-los para a Assembleia Legislativa.

DILMA ROUSSEFF

Jesuíno Boabaid indagou a Secretária da SEAS sobre possível corte do benefício no valor de R$ 400 reais para as centenas de famílias que foram retiradas do Bairro Dilma Rousseff, na zona sul da Capital. Valdenice Domingos afirmou que a informação não procede, porém, a SEAS deveria sim, ter cortado o benefício de alguns moradores que ainda residem naquele local e continuam recebendo os R$ 400 reais mensais. “Atualmente cinco famílias continuam morando no Dilma Rousseff e estão recebendo, até o dia 28 de cada mês, a ajuda financeira. Não foi feita a suspensão do pagamento, nem dos que saíram daquela área e nem dos que ali permaneceram” afirma.

A declaração da Secretária deixou Jesuíno abismado, pois não é aceitável que pessoas que estão recebendo o benefício continuem morando naquela área, podendo até responder criminalmente por isso, pois assinaram documentos para que recebessem os R$ 400 reais, desde que não permanecessem ali. “Tem que cortar o benefício dessas cinco famílias, pois eles estão descumprindo a ordem do judiciário. Deve ser cumprido o que está lavrado no Termo de Acordo” desabafa o parlamentar, afirmando que ficou satisfeito com o que ali foi debatido.

Fonte - assessoria

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.