News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 07 de Março de 2021

CAERD FISCALIZA BAIRROS PARA INTERROMPER LIGAÇÕES CLANDESTINAS DE ÁGUA EM PORTO VELHO

Descobrir ligações clandestinas, os chamados “gatos”, é uma das habilidades dos técnicos da Caerd
Terça-Feira, 08 de Setembro de 2015 - 11:17

Moradores e comerciantes da Baixa da União, Cai n’Água, Mocambo e Triângulo receberam na tarde de quinta-feira (3) a fiscalização da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd). O objetivo é levar os consumidores irregulares a regularizarem a situação no fornecimento de água  assim reduzir os prejuízos que os gatos acarretam.

Os bairros do Centro estão sendo monitorados há alguns dias pela empresa, que desencadeou uma fiscalização na região, onde inicialmente foram verificadas as irregularidades e dado prazo aos consumidores para se regularizarem junto à Caerd.

Faz parte da operação da Caerd, além da punição, por meio da interrupção no fornecimento dos serviços, oferecer condições para negociação de dívidas, seja com pagamento a vista ou  parcelamentos, por isso a empresa também disponibilizou equipe para atender o consumidor no local durante o período da operação. No primeiro dia, apenas um consumidor do bairro Triângulo procurou a empresa para regularizar a situação do imóvel.

O diretor da área comercial e de negócios da Caerd, Fabricio Ferreira de Lima, explicou que o interesse da empresa é negociar com os consumidores. Por isso, antes da operação desta quinta-feira todos haviam recebido notificação da empresa de que caso não regularizassem a situação, além da interrupção no fornecimento de água, poderiam até mesmo ser levados para a delegacia para registro de ocorrência. A participação de policiais militares garantiu a operação.

Descobrir ligações clandestinas, os chamados “gatos”, é uma das habilidades dos técnicos da Caerd. Em uma oficina de consertos de bicicletas e motos, a ligação da água estava oculta pela calçada. No local, um leigo certamente não teria ideia de onde estariam os canos que transferiam água da rede para o imóvel. Em poucos minutos o pessoal da companhia escavou a área e descobriu a ligação. O responsável pela oficina alegou não ter conhecimento, mas ainda assim foi levado para prestar esclarecimentos na delegacia e ser autuado.

Em um lava jato na rua João Alfredo, no bairro Mocambo,  o proprietário não foi localizado, mas ainda assim o fornecimento foi cortado. No local, mesmo com o fornecimento de água já cortado, uma ligação clandestina garantia a chegada da água nas bombas do estabelecimento, que usa água tratada para lavar carros.

Numa residência na rua São João, na Baixa da União, a violação encontrada foi ainda mais grave. Os técnicos descobriram que o medidor foi adulterado com um prego e assim paralisa o registro  da passagem de água. O técnico da Caerd explicou que essa prática não é muito comum, mas ocorre e é difícil de ser detectada.

Na mesma ligação, foi descoberta que  a água também era desviada para outro consumidor, que se aproveitava do medidor do primeiro. Neste caso, a empresa interrompeu a ligação clandestina e notificou o morador cujo medidor estava adulterado, que alegou ter alugado o imóvel há quatro meses e disse  ter ficado surpreso com a irregularidade. Ele  apresentou duas faturas e declarou estar com os pagamentos em dia. “Vou atrás do proprietário para ele resolver, porque eu não tenho nada com isso”, disse à equipe  da Caerd.

A operação terá continuidade na região, podendo se estender ainda a outros bairros próximos. “Iniciamos esse trabalho aqui no Centro, mas vamos percorrer todos os bairros”, anunciou Fabrício Ferreira.

A meta da empresa é reduzir ao máximo a quantidade de ligações clandestinas e levar o usuário dos serviços da empresa a ter o hábito de pagar pelo fornecimento de água, assim como para  ter acesso a outros serviços. A empresa mantém hoje o total de 266.433 ligações entre ativas, cortadas e factíveis.

Fonte - secom - governo de rondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.