News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Sabado, 27 de Fevereiro de 2021

SEMA BUSCA TRANSFORMAR APP GUAPORÉ EM PROJETO DE CONGELAMENTO DE NÚCLEOS HABITACIONAIS

O espaço verde fica localizado na Rua Joaquim da Rocha, bairro Castanheira na Zona Sul e envolve 66 famílias na campanha: "Cuide de sua cidade".
Quarta-Feira, 02 de Setembro de 2015 - 17:32

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) de Porto Velho, visa transformar a Área de Preservação Permanente (APP) Guaporé em projeto-piloto de congelamentos de núcleos habitacionais irregulares. O espaço verde fica localizado na Rua Joaquim da Rocha, bairro Castanheira na Zona Sul e envolve 66 famílias na campanha: "Cuide de sua cidade". 

Ás APP's são espaços territoriais legalmente protegidos, ambientalmente frágeis e vulneráveis, podendo ser públicas ou privadas, urbanas ou rurais, cobertas ou não por vegetação nativa. Dentre as diversas funções ou serviços ambientais prestados por elas em meio urbano vale mencionar a proteção do solo prevenindo a ocorrência de desastres, desbarrancamentos e desmoronamentos. 

De acordo o chefe da Divisão de Educação Ambiental, Sthenio Mota a proteção dos corpos d'água evita enchentes, poluição das águas e assoreamento dos rios. Possibilita a drenagem da água da chuva, prevenção de enxurradas e inundações, função ecológica de refúgio para a fauna e de corredores ecológicos, atenuação de desequilíbrios climáticos promovendo o conforto térmico e ambiental reduzindo as 'ilhas de calor'.

Por outro lado, a manutenção e conservação de APP's em meio urbano proporciona o embelezamento da cidade. Esses espaços exercem também funções sociais e educativas relacionadas com a oferta de campos esportivos, áreas de lazer e recreação, oportunidades de encontro, contato com a natureza proporcionando uma maior qualidade de vida às populações urbanas.

Abrangência

De acordo com o secretário da Sema, Edjales Benício às áreas a serem congeladas são as que foram constituídas até dezembro de 1997 e comprovadas através de imagens de satélite. Por outro lado, informou que a abrangência contempla as famílias inseridas no contexto dos programas sociais de habitação, a exemplo do Minha Casa Minha Vida do Governo Federal com renda até R$ 1.600,00 reais.

Também informou que a equipe da Sema em parceria com as da Semur, Sempre e Sempedec vem fazendo os trabalhos técnicos de campo desde o mês de julho na região. Após essa etapa a Procuradora-Geral do Município elaborará o decreto e finalizou: “Penso que área de risco não é apenas quando está alagada, mas também é quando a vida do ser humano estar em risco”.

Fonte - comunicação pmpv

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.