News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 07 de Março de 2021

PARTIDA ENTRE VEC E REMO PODE NÃO ACONTECER

Com toda a situação, o treinador do clube, Marcos Birigui, revelou que há pelo menos quatro dias os jogadores não treinam
Quinta-Feira, 27 de Agosto de 2015 - 08:35

A crise que se instalou no Vilhena Esporte Clube (VEC), envolvendo atrasos salariais, outras dívidas pode tirar o representante de Rondônia das competições no Campeonato Brasileiro Serie “D”. A confirmação é do próprio presidente do grupo, Carlos Dalagnol, o Gaúcho do Milho.

Em entrevista exclusiva para o News Rondônia, Gaúcho desabafou ao enfatizar as dimensões que as notícias ganharam em sites que segundo ele nem os procuraram para saber o que acontecia nos bastidores do clube. “Por causa de tantas mentiras perdemos grandes patrocinadores e hoje o VEC se afundou. Os que restaram no clube, que são 14 atletas, estão honrando como profissionais, mas infelizmente a situação está difícil e o que temos tentado é conseguir pelo menos por comida na mesa para alimentá-los, já que apoio financeiro nós não temos. Nunca quis isso, sei que faltou planejamento e agora estamos assim, desamparados e sem saber como serão os próximos dias. Temos fé de que alguém ainda possa abraçar o time e ajudar”, infomou.

Com toda a situação, o treinador do clube, Marcos Birigui, revelou que há pelo menos quatro dias os jogadores não treinam. Ele confirma o caos instalado e lamenta o fim do VEC. “Não tem como não entristecer com toda essa situação, porque todos que estão aqui têm seus compromissos e muitos deles são pais de família, os que ficaram, ficaram realmente para honrar a camisa e mostrar que são profissionais, que não abandonam o trajeto perante os obstáculos, mas dessa maneira que está fica insustentável seguir. Hoje ninguém tem condição de entrar em campo com tão pouco tempo e sem preparação física”, revelou Birigui.

Sobre o próximo compromisso pela Serie “D”, partida marcada para domingo, 30, em Roraima, contra o Remo, Birigui já considera remota a chance de ser cumprido. “Não temos jogadores suficiente pra isso e a partida já está aí”, concluiu.

Ainda que os próximos passos caminhem para o afastamento temporário do VEC, o dirigente do clube vilhenense enfatizou que permanecerá lutando para mudar essa direção e afirmou que não emitirá nenhum documento à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) comunicando a desistência, mesmo que o risco de renúncia seja real.

Presente no grupo A1 da competição, o Vilhena Esporte Clube ocupa a terceira colocação, com 5 pontos.

Fonte - newsrondonia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.