News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021

A PEDIDO DE MARIANA CARVALHO, COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DISCUTE CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

Existe a possibilidade de diminuições de vagas nesse programa, o que deixou Mariana Carvalho preocupada, tendo em vista o prejuízo para o ensino brasileiro.
Quinta-Feira, 20 de Agosto de 2015 - 08:56

Em atendimento a solicitação da deputada Mariana Carvalho (PSDB - RO), a Comissão de Educação da Câmara, da qual ela é membro titular, discute em audiência pública, nesta quinta-feira (20), o funcionamento do programa Ciência Sem Fronteiras.

Segundo a tucana, o debate se faz necessário diante das incertezas que surgiram nos programas do governo federal no setor educacional depois dos transtornos enfrentados por estudantes de todo o Brasil, principalmente os beneficiados pelo Fies.

Estão confirmados no evento o secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (Sesu/Mec), Jesualdo Pereira Farias; Geraldo Sobrinho, coordenador Geral do Programa Ciência sem Fronteiras – CNPq; e Adir Balbinot Júnior, coordenador-geral de Acompanhamento e Monitoramento de Resultados – CGMR/CAPES.

 Mariana Carvalho  admitiu está preocupada com os cortes que o governo federal vem fazendo no orçamento da Educação e com a crise que se abateu no País, deixando a juventude cada vez mais preocupada com o seu  futuro profissional.

“Queremos ouvir representantes do Ministério da Educação, CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnológico) e Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) porque precisamos saber o que está acontecendo com os rumos da pátria educadora tão alardeada pelo governo”, justificou  a parlamentar.

A preocupação da congressista é que depois das mudanças nas regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), o governo corte verbas do Ciência Sem Fronteiras. “Esses esclarecimentos são necessários porque não podemos deixar os nossos estudantes serem pegos de surpresas com qualquer medida drástica que prejudiquem os seus planos”, argumentou.

 Ciências sem Fronteiras é um programa de bolsas para que alunos de graduação e pós-graduação façam estágio no exterior, viabilizando também a vinda de pesquisadores de outros países para o Brasil.

Existe a possibilidade de diminuições  de vagas nesse programa, o que deixou Mariana Carvalho  preocupada, tendo em vista o prejuízo para o ensino brasileiro. “É lamentável se isso ocorrer porque é mais uma perda para a educação do nosso País”, lamentou ela.

Fonte - assessoria

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.