News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2021

DEPUTADOS ESTADUAIS REAFIRMAM APOIO AO POVO CINTA LARGA

Assembleia vai implantar Comissão Temporária para discutir a questão
Quinta-Feira, 20 de Agosto de 2015 - 08:24

Os deputados estaduais reafirmaram, durante reunião na tarde desta quarta-feira (19), apoio para o Povo indígena Cinta Larga, aderindo à iniciativa do procurador da República, Reginaldo Trindade, do Ministério Público Federal (MPF).

Do encontro, com as presenças do presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PP), de Trindade, representantes dos povos indígenas e da Funai em Rondônia, saiu o compromisso de implantação de uma Comissão Temática na Casa para acompanhar a questão.

Outro ponto acertado é a ida de uma comissão de parlamentares para a terra indígena Cinta Larga, no começo de outubro próximo, para que a realidade da aldeia seja verificada pelos deputados.

“A Casa está de portas abertas para apoiar, mesmo sabendo que a atribuição maior é da União, através da Fundação Nacional do Índio (Funai). O que estiver ao nosso alcance para contribuir com a defesa dos Cinta Larga e dos demais povos indígenas, vamos fazer”, destacou Maurão.

A deputada Lúcia Tereza (PP) ressaltou o empenho do procurador na defesa dos Cinta Larga e se emocionou ao falar da luta dos indígenas por respeito e direitos. “Os índios têm vontade de trabalhar, de produzir, de botar o filho na faculdade e de crescer. Reginaldo Trindade tem se dedicado de coração à causa do Povo Cinta Larga, que sofre muito preconceito e discriminação”, completou.

Propostas apresentadas

O procurador federal apresentou sete propostas aos deputados, que podem ser viabilizadas através de ações e parcerias da Assembleia com os indígenas e entidades. “É muito importante que haja a sensibilização dos parlamentares sobre a real situação de abandono à qual os Cinta Larga estão relegados. A responsabilidade precípua é da União, mas nada impede que a Assembleia contribua para amenizar o drama daquele povo”, relatou.

Trindade elencou, além da criação da Comissão Temática, a realização de audiência pública na Assembleia para discutir a questão Cinta Larga.

“Mas, o apoio político para buscarmos pressionar Brasília sobre a situação de precariedade que os índios Cinta Larga vivenciam, é outra missão importante”, acrescentou.

Ele sugeriu, ainda, a criação de uma lei estadual de homenagem à luta do Povo Cinta Larga e a parceria, através da Escola do Legislativo, no oferecimento de cursos profissionalizantes aos indígenas.

O deputado Laerte Gomes (PEN) sugeriu que uma ação do Centro Médico da Assembleia possa ser efetivada, proposta acatada de imediato por todos.

O deputado Alex Redano (SD) disse que há uma visão distorcida sobre a realidade do Povo Cinta Larga. “Muitos falam que os Cinta Larga são milionários, por estarem numa área rica em diamantes, o que não é verdade. Por isso é importante essa visita dos deputados e autoridades, para conhecermos a realidade e mudarmos esse discurso errado”, salientou.

Risco de confrontos

Reginaldo Trindade abriu a reunião falando sobre a continuidade do garimpo ilegal de diamantes na área da reserva indígena. “O garimpo é o maior problema do Cinta Larga. Atrai a cobiça de muitos e traz consigo inúmeros outros problemas sociais e ambientais”.

O representante da Comissão Nacional de Política Indígena (CNPI), Wellington Gavião, manifestou preocupação com o risco de confronto em razão do garimpo. “Antes, o conflito era entre os índios e os brancos. Agora, o risco é de confronto entre os indígenas pelo diamante. Isso é muito grave e não podemos deixar que isso ocorra”, denunciou.

O representante da Funai em Cacoal, Ricardo Prado, reforçou a preocupação com o risco de confronto entre os indígenas e disse que se isso ocorrer, “será uma vergonha para Rondônia e o Brasil”.

Participaram ainda da reunião os deputados Hermínio Coelho (PSD), Dr. Neidson (PTdoB), Jesuíno Boabaid (PTdoB), Ezequiel Junior (PSDC), Só na Bença (PMDB), Jean Oliveira (PSDB), Cleiton Roque (PSB), Adelino Follador (DEM), Airton Gurgacz (PDT) e Lazinho da Fetagro (PT).

As lideranças indígenas Marcos Aporinã, Rubens Suruí, Adriano Karipuna e Walelasatxeige Paiter e o representante da Funai de Ji-Paraná, Vicente Batista, também participaram da reunião.

Fonte - ale/ro -decom

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.