News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quarta-Feira, 03 de Março de 2021

CAMPANHA CONTRA QUEIMADAS LEVA PALESTRAS ÀS ESCOLAS PÚBLICAS

Queimada Urbana é Crime” desenvolvida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema). O objetivo da iniciativa é conscientizar os alunos sobre o problema das queimadas que nesta época do ano ocorrem com mais frequência.
Terça-Feira, 18 de Agosto de 2015 - 16:12
A Prefeitura de Porto Velho inicia nesta semana uma série de palestras nas escolas da rede pública de ensino (municipal e estadual). A ação faz parte da programação da campanha “Não Queime: Queimada Urbana é Crime” desenvolvida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema). O objetivo da iniciativa é conscientizar os alunos sobre o problema das queimadas que nesta época do ano ocorrem com mais frequência. 
 
“A situação das queimadas é um problema gravíssimo que vivemos hoje. Tanto que o município está em estado de emergência ambiental. Temos que trabalhar essa questão visando o futuro e não apenas as ações imediatas, daí a necessidade de envolver os alunos para serem multiplicadores”, explica o secretário Edjales Benício de Brito, da Sema.
 
A primeira escola a receber a equipe da Sema e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), parceiro da prefeitura na ação, é a João Bento da Costa, na zona sul de Porto Velho. Serão dois dias de palestras, na quinta-feira, 20, no período da tarde e na sexta-feira, 21, pela manhã.
 
O Chefe de educação Ambiental da Sema, Sthenio Thaigo Rodrigues Mota, adiantou que a palestra deve envolver cerca de cem alunos, um número considerável é importante para que se atinja o objetivo principal da campanha. “O que se pretende é conscientizar a população sobre as queimadas. E queremos que os alunos sejam nossos multiplicadores trabalhando o tema em casa com a família”, frisou.
 
Como queimar lixo no fundo do quintal ou na rua é crime ambiental, quem for pego em flagrante está sujeito a várias penalidades inclusive multa que varia de R$ 2,95 mil a R$ 5,90 mil. Denúncias podem ser feitas por meio do telefone 0800-647-1320. “Qualquer pessoa que testemunhar alguém provocando queimadas pode entrar em contato por esse telefone. E não precisa se identificar”, conclama.
 
Além do Senac, a prefeitura tem como parceiras da campanha a Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (Semtran), Universidade Federal de Rondônia (Unir), Batalhão Ambiental da Polícia Militar (BPA), Corpo de Bombeiros, Departamento Estadual de Trânsito (Detran), entre outros.
 
Consequências
 
As queimadas urbanas além de ser uma prática de crime frequente, elas contribuem também para a degradação da qualidade do ar da cidade, já atingidas pela poluição da frota de veículos. Em Porto Velho são executadas até cem queimadas diárias, dos mais variados compostos, naturais ou sintéticos são emitidos na atmosfera, provocando reflexos imediatos no atendimento infantil dos centros de saúde e pronto-socorro. 
 
Esses incêndios geram material particulado (carvão) que contém, além do carbono, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos, muitos deles com propriedades carcinogênicas (geradoras de câncer), como o benzopireno e gases tóxicos (aldeídos, dióxido de enxofre, gás sulfídrico, óxidos de nitrogênio, monóxido de carbono, ozônio, furanos, dioxinas).
 
O Secretário municipal de Meio Ambiente, Edjales Brito, lembra que como consequência da poluição atmosférica crônica constata-se maior ocorrência de diversas patologias cárdio-respiratórias (infartos, asma, rinite, bronquite, pneumonia), tumores malignos, abortos espontâneos, redução do peso de recém-nascidos, redução da fertilidade, redução do tempo de vida, com aumento da mortalidade. 
 
A poluição atmosférica aumenta, também, a ocorrência de raios e inundações. Considerando que a poluição gerada pelas queimadas é o componente de mais fácil controle e redução pela população, podendo repercutir de imediato na saúde e bem-estar geral, o secretário afirma que as ações da Sema visam reduzir e coibir a prática de queimar. 
 
Os procedimentos adotados são vigilância permanente;  ações de esclarecimento;  extinção do fogo; acionamento dos Bombeiros e/ou o Batalhão Ambiental; (registro de ocorrências; denúncias a órgãos públicos. 
Fonte - comunicação pmpv

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.