News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2021

PREFEITURA DE PORTO VELHO REALIZA EM SETEMBRO A 1ª PORTOAGRO- FEIRA DE NEGÓCIOS

A feira acontecerá no período de 24 a 27 de setembro, no Parque dos Tanques e a intenção da Prefeitura de Porto Velho é atrair para o evento pequenos, médios e grandes produtores e empreendedores do agronegócio não só da capital, mas também de municípios vizinhos como Candeias do Jamari, Itapuã do Oeste, além de Nova Mamoré, Guajará-Mirim e região.
Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2015 - 17:08

A capital de Rondônia prepara-se para sediar em setembro uma das maiores feiras voltadas à área do agronegócio já realizada no município. A ideia da 1ª Portoagro — Feira de Negócios e Tecnologias Rurais Sustentáveis de Porto Velho vem sendo discutida entre a Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Semagric) e o setor produtivo desde 2013. A feira acontecerá no período de 24 a 27 de setembro, no Parque dos Tanques e a intenção da Prefeitura de Porto Velho é atrair para o evento pequenos, médios e grandes produtores e empreendedores do agronegócio não só da capital, mas também de municípios vizinhos como Candeias do Jamari, Itapuã do Oeste, além de Nova Mamoré, Guajará-Mirim e região.

Serão quatro dias de transferência de tecnologias, promoção de crédito e financiamento. As atividades iniciarão a partir das 13h e até às 18h, o espaço será reservado para a realização de negócios. No período da noite acontecerão os shows musicais, os leilões, os rodeios e as exposições de animais. “Esse é um projeto ambicioso e um desafio a mais que a administração do prefeito Mauro Nazif se propõe a enfrentar, tendo como foco principal o desenvolvimento do setor produtivo no município. Os nossos produtores terão na Portoagro uma vitrine para os seus negócios, pois esperamos para a feira visitantes de vários municípios do Estado”, frisou o secretário João Leonel Bertolin.

Financiamento

Para a realização do evento a Prefeitura de Porto Velho conseguiu o apoio de instituições parceiras como o Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Emater, Embrapa, Senai, Senar, Fiero, Funcultural, Seplac, associações, sindicatos e cooperativas rurais interessadas em promover o desenvolvimento das cadeias produtivas do café, da carne, do leite e seus derivados, grãos, fruticultura e piscicultura.

A feira terá a participação de agentes financeiros como o Banco da Amazônia (Basa), Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Sicoob, Santander e HSBC. Todos serão alojados no “Pavilhão do Crédito” onde os produtores rurais poderão expor suas necessidades de financiamento à instituição de sua preferência. Os recursos estão assegurados pelo Plano Safra 2015/2016 do Governo Federal.

Haverá ainda um pavilhão para o artesanato e outro para as agroindústrias familiares. A expectativa da Semagric é de que pelo menos 60 famílias de pequenos produtores exponham seus produtos e suas marcas com o intuito de ampliar suas vendas, além de inserir no consumo dos frequentadores os produtos regionais.

Expectativa

O secretário Bertolin adiantou que é grande a expectativa em relação a realização da feira por causa da proposta que ela apresenta. “Será, sem dúvida, um grande evento com exposição de maquinário de última geração, unidades demonstrativas de piscicultura, melhoramento de leite, hortaliças e grãos e organização da agroindústria tudo para melhorar a produção local, que mostra a prefeitura presente com ações para fortalecer o setor produtivo”, afirmou.

O secretário Bertolin revelou ainda que o uso de tecnologias fez com que Estado tivesse a maior produção de farinha de mandioca no País. É uma prova de que o agronegócio está mantendo nossa economia mesmo nesses tempos de crise. E é o agronegócio que vai levar o País ao desenvolvimento, por isso é preciso aumentar a produção para que o Brasil, Rondônia e Porto velho possam crescer economicamente.

No caso específico de Porto Velho, o secretário de Agricultura e Abastecimento do município apontou ainda uma outra vantagem em relação aos outros municípios: a localização da capital rondoniense que está situada geograficamente em um local estratégico do continente sul-americano, que facilita o intercâmbio comercial com outros estados da Amazônia e com o mercado andino usando o rio Madeira corredor de exportação.

Palestras e oficinas

Na programação constam ainda a realização de três oficinas e sete palestras. “Custo para Produzir no Campo” será a primeira oficina e acontecerá no dia 24 de setembro; A segunda — “Controlar Meu Dinheiro No Campo” —, será no dia 25; e a terceira, “Oficina de Compras Públicas”, encerra o ciclo no dia 26.

As palestras programadas são: “Expansão da Atividade Caucaueira no Brasil como Fonte de Geração de Riqueza” (24/09); “Compras Governamentais com Oportunidade para o Pequeno Produtor” (dia 25/09); “Nutrição e Manejo de Pastagem do Gado Leiteiro” (25;07); “Manejo e Tecnificação da Atividade Cafeeira — Canilon” (26/09); “Preparação da Agroindústria para o Mercado com Apoio do Sebratec” (26/09); e “Oportunidade do Agronegócio da Soja na Região de Porto Velho” (26/09).

Para acompanhar todos os eventos previstos, a coordenação da feira estima que um público de 12 mil pessoas deva acompanhar a programação diurna da feira —técnica, palestras e fomento — e outros 40 mil visitantes são aguardados na programação noturna — shows musicais, leilões, rodeios e exposições de animais.

Fonte - comunicação pmpv

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.