News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2021

PROJETO FERROVIA DA SOJA DEVE SER ENTREGUE AINDA NESTE MÊS DE AGOSTO

Entre eles está a da Ferrovia da Soja que liga Sapezal, no Mato Grosso, a Porto Velho, trecho de 950 quilômetros que inclusive já teve seu investimento incluído na Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) para 2016.
Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2015 - 14:07

Neste mês de agosto está prevista a entrega de seis projetos de construção de ferrovia elaborados pela iniciativa privada em modalidade de concessão, dos quais quatro fazem parte do Programa de Investimento em Logística (PIL 2), lançado pelo Governo federal em junho, e se encontram em elaboração há mais de um ano. Entre eles está a da Ferrovia da Soja que liga Sapezal, no Mato Grosso, a Porto Velho, trecho de 950 quilômetros que inclusive já teve seu investimento incluído na Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) para 2016.

A informação foi dada nesta quarta-feira (12/08) pelo presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer), Vivente Abate, que destacou que os Procedimentos de Manifestação de Interesse (PMIs) a serem apresentados neste mês preveem investimentos da ordem de R$ 30,4 bilhões, equivalente a 35% do total de R$ 86,4 bilhões a serem aplicados pelo governo no PIL 2 até 2018.

Além de Sapezal-Porto Velho, orçada em cerca de R$ 8 bilhões, os trechos que fazem parte do Programa de Investimento são Açailândia-Barcarena, Estrela D’Oeste-Dourados e Sinop-Miritituba. Há que se complementar um deles, Lucas do Rio Verde-Sinop em direção a Miritituba, para atender extensão adicional.

O presidente da Abifer explica que após a entrega dos PMIs será oficializado o ponto de partida para o governo federal submeter cada projeto ao Tribunal de Contas da União (TCU) e, após sua aprovação, seguir a leilão.

FERROVIA DA SOJA

A Ferrovia da Soja é um projeto concebido a partir da mobilização de empresários de Rondônia, com o apoio da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia (Fecomércio). A obra é tida como fundamental para o escoamento agrícola, em especial da soja, e também para o desenvolvimento da região.

O presidente da Fecomércio-RO, Raniery Araujo Coelho, ao tomar conhecimento do andamento do processo e dos avanços que devem acontecer até o final deste mês de agosto, lembra que tudo começou na realização do 19º Fórum da Amazônia Legal, em abril de 2013, organizado pela Federação, quando o senador Valdir Raupp (PMDB),  Acyr Gurgacz (PDT) e membros da bancada rondoniense, firmaram compromisso em trabalhar pela viabilidade política do projeto e a Fecomércio pela mobilização do setor produtivo do Estado.

“Entre abril e outubro de 2013 muito se trabalhou em torno do projeto Ferrovia da Soja, quando mantivemos estreitas relações com bancadas de todos os Estados, especialmente do Norte, com destaque para os senadores Jorge Viana (PT do Acre) e Romero Jucá (PMDB-RR) que ajudaram nesta mobilização”, recorda Raniery Coelho, acrescentando que este trabalho em momento algum parou e a bancada do Norte continua cumprindo com o compromisso firmado, que é o de cobrar do Governo federal atenção ao projeto.

TRANSCONTINENTAL

O presidente da Abifer, Vivente Abate, esclarece que com relação a interligação por ferrovia do centro-oeste brasileiro ao Pacífico, desde Campinorte até o Acre, são estimados investimentos de R$ 40 bilhões, cujo projeto foi prometido pelo governo chinês ao governo brasileiro para ser entregue em maio de 2016. 

Segundo Abate, uma boa alternativa para se ganhar tempo seria o governo federal colocar imediatamente em leilão parte desta ferrovia, entre Lucas do Rio Verde e Campinorte, já aprovada anteriormente pelo TCU. “Em resumo, teremos investimentos mais imediatos de R$ 21 a 22 bilhões, de R$ 30 bilhões no médio prazo e, no longo prazo, os restantes R$ 35 bilhões.  O que precisamos, agora, é de celeridade nas ações de todos os entes envolvidos nestes projetos”. 

Fonte - assessoria de comunicação

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.