News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020

HISTÓRIA DE DESVIAR DA CRISE INTERNA SE REPETE

Devemos ou não ficar em alerta?
Terça-Feira, 28 de Julho de 2015 - 08:19

Nicolás Maduro, pode fazer toda a América Latina correr risco de um conflito, para desviar os graves problemas internos que enfrenta na Venezuela, com grande desabastecimento da maioria dos produtos e uma inflação que está beirando os 100 por cento. Depois de quase um século em que as fronteiras do seu país e das Guianas foram demarcadas, Maduro ameaça seus vizinhos, exigindo que devolvam uma área que, segundo seu governo, pertenceria aos venezuelanos. A situação chegou a tal ponto que o presidente da Guiana, David Granger, pediu a intermediação do governo brasileiro, porque há até ameaças militares por parte dos venezuelanos. Esta prática doentia, de tentar desviar os graves problemas nacionais que só aumentam (como prisões de opositores, domínio do Judiciário, a serviço do governo e não das leis; prateleiras de supermercados vazias e uma inflação galopante, com risco real de hiperinflação), é comum aos ditadores. Foi utilizada por Hitler, quando assumiu o poder numa Alemanha em ruínas depois da guerra; na Argentina, quando os ditadores militares criaram uma guerra contra a Inglaterra, pelas Malvinas e tem sido constante na História.

O assunto está nas mãos do assessor especial da Presidência, Marco Aurélio Garcia, que de vez em quando dá um fora na política internacional. Mas, agora, o governo do Brasil está tentando segurar os humores de Maduro, porque um eventual conflito na região poderia atingir, por exemplo, nossas regiões de fronteira , com a briga de dois vizinhos importantes. Pouco se fala no assunto, mas as bases aéreas da região (incluindo a de Porto Velho), estão sendo sempre informadas sobre o assunto, para redobrar a atenção. Ou seja, o ditador que está perdendo o  controle no seu país, quer expandir suas fronteiras. Devemos ou não ficar em alerta?

SOCORRO, BATMAN!

Atenção Marinha, Ministério Público Federal, Polícia Ambiental: jogar mercúrio no rio Madeira é crime. Garimpar na área urbana de Porto Velho, no rio Madeira, é crime. Embora todas as autoridades responsáveis pela fiscalização estejam fazendo de conta que nada está acontecendo, é bom avisar que pelo menos 150 balsas e dragas estão “trabalhando” na área, sem controle. A população da Capital, que corre o risco de vida, com tanto mercúrio no rio de onde milhares tiram seus alimentos, não sabe mais a quem recorrer. Quem sabe se as autoridades continuarem ignorando o problema, se possa clamar por Batman, Robin, Super Homem ou algum outro super herói?

PENSANDO NO FUTURO

Confúcio Moura e o prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires, têm trocado elogios pelas redes sociais. Em seu Blog, Confúcio não poupa elogios ao Prefeito, que os retribui na mesma intensidade. Jesualdo foi um dos primeiros prefeitos a apoiar Confúcio na reeleição e hoje está usufruindo dessa posição de aliado. Em várias postagens em seu Blog e também na mídia, o Governador tem valorizado a boa relação com Ji-Paraná e seu prefeito. E dado todo o apoio possível para que seu aliado consolide a boa administração que vem realizando. O que essa dobradinha pode significar, no futuro, ainda não se sabe. Mas que pode se fazer ilações, ah!, isso pode!

HÓSPEDE INDESEJADO

Hóspede dos mais mal vindos, Fernandinho Beira Mar continuará em Rondônia por, pelo menos mais um ano. Seus advogados tinham pedido sua transferência para o Rio de Janeiro, mas a Justiça não topou. Portanto, um dos maiores criminosos da história do Brasil, condenado a mais de 300 anos de prisão, ficará no Presídio Federal, localizado a 50 quilômetros do centro de Porto Velho. As autoridades negam, é claro, mas enquanto o chefão está por aqui, alguns dos seus piores asseclas também rondam a capital rondoniense. Não estaria na hora de exportar esse criminoso para outro lugar?

O POVO PERDE

Não é bom para a cidade, essa grande briga política envolvendo um grupo de vereadores e a administração do prefeito Nazif. Enquanto todos deveriam estar lutando e trabalhando diuturnamente para melhorar a cidade, com s obras tão necessárias, gasta-se tempo, energia e discursos para debates políticos sem fim, onde pode ganhar mais visibilidade um ou outro edil, mas, no final, sempre quem perde é a coletividade. CPIs, discursos furiosos, brigas, ataques e contra ataques estão se tornando comum na Câmara. Enquanto isso, a cidade está cada vez mais decadente. E isso parece ser secundário...

FIERO À FRENTE

Trabalhando duro, até para apoiar o setor a superar as enormes dificuldades do momento, a Federação das Indústrias de Rondônia, Fiero, está liderando mais uma importante iniciativa, que pode dar ótimos frutos ao Estado. Trata-se das parcerias público privadas, que podem ser uma alternativa viável  para a realização de grandes obras. Um encontro realizado na sexta passada deu mais um passo importante para que esse projeto de futuro se concretize. A Fiero está, como sempre o fez, à frente de iniciativas deste porte, que resultam em resultados positivos para a economia de Rondônia.

PERGUNTINHA

Na guerra da oposição e da mídia contra o PT e o governo e do governo e o  PT contra a oposição e parte da mídia, quem vai sair como grande vencedor?

Fonte - Opinião de Primeira - Sérgio Pires

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.