News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020

PARCERIA ENTRE PREFEITURA E GOVERNO GARANTE NOVAS CASAS A FAMÍLIAS DESABRIGADAS PELA CHEIA

Estamos realizando preventivamente esse trabalho para que possamos ter tudo bem organizado no próximo ano
Quarta-Feira, 22 de Julho de 2015 - 08:27

O prefeito de Porto Velho, Mauro Nazif, participou na manhã desta terça-feira (21) do sorteio dos endereços das unidades habitacionais do condomínio Porto Madeiro III, que deve acolher às famílias afetadas pela grande cheia do rio Madeira no ano de 2014. A solenidade aconteceu no Colégio Major Guapindaia, estando presentes muitas autoridades políticas, secretários estaduais e municipais, técnicos do serviço público e membros da imprensa, além da grande quantidade de famílias selecionadas para a aquisição das unidades habitacionais.

Nazif enfatizou que o município de Porto Velho atravessou por um dos seus momentos mais difíceis, quando todos foram surpreendidos pela grande enchente do rio Madeira em 2014. “Foi um momento histórico, que fez muita gente chorar. A Prefeitura não estava preparada para tudo aquilo, mas, com a ajuda de Deus, ultrapassamos tudo sem registrar nenhum óbito ou endemias. Agora, estamos no caminho de finalizar todo aquele processo com a entrega das unidades habitacionais para as famílias afetadas. Em breve, vamos entregar também mais cento e quatro unidades. O problema que temos atualmente é singular, estão faltando famílias cadastradas para recebimento das casas. Portanto, podemos afirmar que estamos suprindo as necessidades de forma bastante satisfatória”, disse o prefeito.

A secretária municipal de Regularização Fundiária e Habitação, Márcia Luna, explicou que o sorteio de endereços referentes aos 304 apartamentos no Porto Madeiro III sinaliza a eficiência da parceria entre o Governo Federal, Governo do Estado e a Prefeitura de Porto Velho. O próximo condomínio, cujos sorteios de endereços devem acontecer em breve, é o Porto Madeiro IV, com 104 apartamentos, que também serão destinados aos desabrigados pela enchente. “A partir daí, começaremos a sortear o Porto Madeiro I e II, que são para os de vulnerabilidade em áreas de risco, e vamos começar a sortear também os condomínios Porto Belo I, II, III e IV. Portanto, há ainda um longo e positivo calendário a ser cumprido”, informou.

A secretária explicou que a burocracia própria das ações bancárias, o fato das pessoas demorarem a completar a documentação exigida, as pendências nas informações e outros motivos fizeram com que o sorteio dos endereços acabasse atrasando. “Agora, a documentação dos contemplados está completa e para o próximo condomínio faltam apenas dois dossiês a serem fechados, assim, esperamos poder agilizar mais esses trabalhos”, afirmou, também esclarecendo que além desses empreendimentos a Prefeitura deve entregar em breve o condomínio Cidade de Todos Três, com 240 apartamentos. Informou também que está sendo realizado um mutirão da Prefeitura, com a ajuda do Estado, para acelerar os trabalhos dos empreendimentos da Casa Alta, que ajudará a atender ainda melhor à demanda.

“O prefeito afirmou que há mais unidades habitacionais do que famílias cadastradas. É verdade, temos muitas unidades habitacionais para fechar os contratos, mas estamos enfrentando dificuldades com as seleções, pois muitos deixam de se cadastrar porque demoram a reunir a documentação. Por isso ele disse que temos mais unidades do que famílias aprovadas para seu recebimento. Tudo isso demonstra que o poder público está dando uma bela resposta à situação dos atingidos pela enchente. O trabalho está fluindo e estamos conseguindo realizar nossa missão, que é a de atender aos mais necessitados e ajudar com que suas vidas melhorem”, destacou a secretária.

Por ocasião do sorteio dos endereços, a secretária municipal de Educação (Semed), Francisca das Chagas, junto a sua equipe, aproveitou da oportunidade para fazer o levantamento da quantidade de crianças que deverão ingressar na escola próxima ao condomínio no próximo ano. “No começo deste ano, tínhamos reservado trezentas e vinte e cinco vagas para essas famílias na escola Padre Enzo, que é mais próxima do Condomínio, mas como houve atraso na entrega dos apartamentos, tivemos que utilizar as vagas. Agora estamos já nos preparando para que nada nos pegue desprevenidos. Precisamos saber onde estão as crianças e se os pais vão desejar tirá-las das escolas onde se encontram agora. Estamos realizando preventivamente esse trabalho para que possamos ter tudo bem organizado no próximo ano”, informou.

Fonte - assessoria - pmpv

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.