News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020

LENHA NA FOGUEIRA: ASFALTÃO

A equipe de apresentação da escola está preparada e aguarda toda a comunidade e amantes do Samba de nossa cidade.
Terça-Feira, 21 de Julho de 2015 - 16:29

Agora é do vera hein! - Nesta sexta-feira (24/07/2015), as 21h00 , a Família Asfaltão se apresentará no Mercado Cultural. Este é um evento do Projeto "Esquentando os Tamborins", idealizado pela Fesec - Federação das Escolas de Samba, como contrapartida ao Projeto "O Samba Pede Passagem" que será realizado dia 19/09/2015, pela Fundação Cultural do Município de Porto Velho.

 


A equipe de apresentação da escola está preparada e aguarda toda a comunidade e amantes do Samba de nossa cidade. O tema de enredo do GRES Asfaltão pra 2016 é "Não sei se é sonho, utopia ou ilusão. vou cumprir minha missão!!!".


O termo usado pela assessoria de comunicação da escola de samba Asfaltão “Do Vera”, para divulgar o evento da próxima sexta feira, me remeteu há muitos anos atrás quando os portovelhenses beradeiros utilizavam muito os chamados ditos populares.


“Do Vera” a gente dizia quando duvidava da pessoa. “É do vera mesmo?”. Ou então numa discussão “Agora é do vera”. Quer dizer é de verdade mesmo.


Olha esse outro que é mais um pensamento do que ditado: “Às vezes é melhor ficar pianinho e deixarem pensar que você é um leso, do que abrir a boca e não deixar nenhuma duvida”.


“Quem for podre que se quebre”. Quer dizer, se você não agüenta o tranco, não se meta na brincadeira.


Não concordo com vários ditados, talvez por saber que a maioria deles surgiu, ou foi interpretado, de forma equivocada.


Acho que as pessoas devem saber as origens das coisas para que possam compreender como as coisas se comportam. Os ditados são um espelho disso. A verdade é que os ditados são corruptelas da realidade.


Existe um ditado que versa sobre a saída dos incomodados. Acho que seria melhor mudar para os "Conformados que se Retirem" ou ainda os "Derrotados que se retirem".


Creio que a hora de ir embora é quando não se acredita mais em algo, ou se perdeu algo, e não necessariamente uma disputa.


Acho que os covardes também vão embora quando aceitam que são incapazes de mudar a realidade que lhes incomoda.


A origem das coisas não determina quando elas funcionam ou não... Isso seria rotular, uma coisa pouco inteligente, mas a trajetória sim... Essa é determinante para uma vitória ou derrota.


Os que não mudam de opinião tem compromisso com o erro e com a estagnação e evoluir é fundamental para rever conceitos e comportamentos.


O rótulo é o sinônimo do preconceito, o ditado é sinônimo do velho e nada é pior do que velhos preconceitos.


Evolua, pense e mude.... Se ficar incomodado brigue, grite, esperneie... Não resigne-se, manifeste-se. Se ficar calado, velhos e preconceituosos vão vencer e você.... Você só vai embora desistir de outro objetivo em outro lugar. (Fonte: Internet - autor desconhecido).


Muitas vezes se diz melhor calando do que falando em demasia. As vezes quando me dou conta, já falei demais e alguns até dizem que sou “Fanfarrão”.


Porém é Pai D’égua poder dizer o que se pensa. Não fique escondido atrás da timidez ou de uma suposta consideração, se é pra dizer diga, não se acovarde. Afinal de contas “Os brutos também amam”.


O ódio provoca brigas, mas o amor perdoa todas as ofensas.


E assim vamos levando a vida do jeito que a vida é!


Ou é calça de veludo ou então bumbum de fora. Não tem meio termo.


Deus dá a farinha e o diabo rasga o saco.


Mais vale um pomba na mão que duas voando. Dizem os quadrilheiros.


Para finalizar: Em morada de Paca, Tatu caminha dentro?

Fonte - Zé Katraca

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.